Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Taxista é preso suspeito de estuprar ao menos 18 mulheres em Belo Horizonte Homem foi reconhecido por 10 vítimas e confessou ter abusado de cinco delas

João Henrique do Vale - Estado de Minas

Andréa Silva

Publicação: 26/05/2014 18:36 Atualização:

O taxista Ismard Martins Vieira, de 39 anos, foi preso nesta segunda-feira (26/5), suspeito de estuprar pelo menos 18 mulheres em Belo Horizonte. O homem já foi reconhecido por 10 vítimas e confessou ter abusado de cinco delas. A estratégia do abusador para cometer o crime era enganar as pedestres dizendo que elas estavam sendo seguidas. Assim, conseguia fazê-las entrar dentro do carro e cometia dos delitos. A polícia acredita que mais pessoas podem ter sido vítimas do motorista.

Taxista confessou cinco dos 18 crimes e pediu desculpas às vítimas (Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Taxista confessou cinco dos 18 crimes e pediu desculpas às vítimas

As investigações da Polícia Civil começaram em agosto de 2011. Várias mulheres procuraram a delegacia para denunciar o estupro. O último crime cometido pelo taxista aconteceu em 27 de abril deste ano. Ao todo, 18 inquéritos foram abertos contra o motorista.

Os depoimentos das vítimas à polícia são idênticos, segundo a delegada Andréa Aparecida Alves da Cunha, responsável pelas investigações. Segundo ela, motorista abordava as mulheres, que estavam sozinhas, nas ruas e afirmava que elas estavam sendo seguidas. Com isso, fazia com que elas entrassem no carro, um Siena, e as levava para um lugar ermo. Lá, dizia que estava armado e cometia os abusos. Ainda conforme as investigações, ele obrigava as passageiras fazerem sexo oral nele e também tocava as partes íntimas delas.

Leia mais notícias em Brasil

Carro usado pelo suspeito para cometer o crime (Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Carro usado pelo suspeito para cometer o crime
Uma das vítimas do homem compareceu à delegacia na tarde desta segunda-feira. Ela afirmou que quando foi atacada, havia acabado de sair da escola. Na época ela tinha 16 anos. A abordagem foi na Avenida Padre Pedro Pinto. O motorista se aproximou dela e disse que ela estava sendo seguida. Como a jovem se negou a entrar no carro, Ismard sacou uma arma e a obrigou seguir com ele.

A vítima foi levada para um local ermo e foi obrigada a fazer sexo oral no homem. Antes de ser liberada, a mulher foi agredida pelo motorista.

Prisão

Para chegar até o suspeito, a polícia fez um banco de dados com mais de 13 mil taxistas. Com base nas características passadas pelas vítimas, conseguiu eliminar vários motoristas até chegar em Ismard. Com um mandado de prisão temporária de 30 dias, os policiais conseguiram encontrar o condutor, que foi detido na manhã desta segunda-feira no Bairro Piratininga, em Venda Nova.

Ao ser apresentado na 1ª Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente, Ismard falou que estava arrependido e que não sabe o motivo que o levou a cometer os crimes. Também pediu desculpas às vítimas. O homem, que é casado e tem um filho de 13 anos, já foi reconhecido por 10 vítimas. As outras mulheres atacadas devem fazer o reconhecimento nos próximos dias.

A polícia acredita que o motorista atacou mais mulheres. “As nossas investigações prosseguem. Nosso intuito é encontrar mais vítimas. Quem reconhecê-lo pode procurar a delegacia para finalizar o Boletim de Ocorrência”, afirma a delegada Andréa Aparecida Alves da Cunha.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas