Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

RECIFE » Perícia começa a investigar explosões e incêndio na Zona Norte de Recife Cinco veículos foram carbonizados, além de duas motos. Não houve feridos

Diário de Pernambuco

Publicação: 29/05/2014 09:34 Atualização: 29/05/2014 09:51

 (Roberto Ramos/DP/D.A Press )

Um cena chocante assustou os moradores da Estrada Velha de Água Fria, Zona Norte do Recife, na noite dessa quarta-feira (28/5). Explosões em um posto de gasolina localizado na via provocaram chamas gigantescas. O Instituto de Criminalística deverá ir ao local hoje investigar o incidente. Ainda não se sabe o que provocou a explosão.

Por pouco, o incidente não se transformou­ em tragédia. O estabelecimento tem cinco funcionários e todos trabalhavam na hora do incêndio. Também havia oito carros de clientes e um caminhão de abastecimento de combustíveis no posto no momento das explosões. Dos oito veículos, três não foram atingidos e cinco ficaram carbonizados, além de duas motos. Apesar da quantidade de pessoas, não houve vítimas e o fogo só provocou danos materiais.

O Corpo de Bombeiros deslocou quatro viaturas para a Estrada Velha de Água Fria e precisou de aproximadamente uma hora e meia para conter as chamas. A Polícia Militar também trabalhou no local isolando as ruas próximas. Algumas pessoas que passavam pelo posto disseram que um carro era abastecido quando houve uma explosão e, em seguida, outra maior. Mas não foram divulgadas informações oficiais a respeito do que teria provocado as chamas.

Um taxista de 30 anos que não quis se identificar estava abastecendo ao lado do caminhão de combustível. Ele afirmou à reportagem que viu quando o motorista do veículo encaixou a mangueira de forma errada no caminhão e a gasolina começou a vazar. Como se encontrava próximo, resolveu falar para o motorista sobre o vazamento. Neste momento, uma motocicleta que também abastecia no local deu partida e o gás que a moto libera atingiu a gasolina que estava vazando. O carro dele foi o mais carbonizado.

Já o frentista Thiago Pereira, 25 anos, que trabalha no estabelecimento há pouco mais de um ano e estava do lado de fora quando tudo aconteceu. Ele disse que o incêndio começou por volta das 20h30. "Foi tudo muito rápido. Só vi o fogo em cima de mim e corri. Não deu tempo ver nada. Mas o caminhão de combustível estava parado na hora, não estava abastecendo". Paulo Luciano, 52, passava pela área no momento da explosão. "As pessoas começaram a sair das casas com medo que as chamas atingissem outros locais". A residência do lado do posto ficou queimada e o dono teve perdas materiais.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas