Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ceará é o estado que mais imuniza meninas contra o HPV

Agência Brasil

Publicação: 02/06/2014 21:00 Atualização: 03/06/2014 13:00

Desde o início da campanha de vacinação contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), em março, mais de 4,1 milhões de meninas de 11 a 13 anos foram imunizadas em todo o país. O Ceará, com 98,8% de imunização, São Paulo, com 96% e Santa Catarina, com 92,8%, foram os estados que registraram maiores coberturas até agora.

Enquanto isso, o Amazonas, com 23%, o Acre com 36% e o Distrito Federal, com 40% do público-alvo vacinado, foram as regiões com os menores índices de vacinação. O ministério ressaltou, entretanto, que o levantamento contabilizou apenas as doses registradas em 2014, enquanto a campanha no Amazonas e no Distrito Federal começou no ano passado.

“Por terem iniciado a vacinação contra o HPV em 2013, o Distrito Federal e o Amazonas apresentam situações diferentes das outras unidades da Federação. Este ano, o DF vacina meninas de 9 a 13 anos, enquanto o Amazonas imuniza as garotas de 11 a 13 anos que não receberam as doses quando a vacina foi ofertada no ano passado”, destacou a pasta.

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou que a cobertura vacinal alcançada em 2014 entre meninas de 9 a 11 anos é 65% e que, no ano passado, a cobertura vacinal alcançada entre meninas de 11 a 13 anos foi 79%.

A meta do governo federal era imunizar 80% das meninas entre 11 e 13 anos de todo o Brasil. A meta foi ultrapassada no geral, com imunização de 83,5%, em que pese os resultados fracos em alguns estados, mas as vacinas continuam disponíveis nos postos de saúde, e a partir de setembro, as meninas começarão a receber a segunda dose da vacina.

Leia mais notícias em Cidades

Neste ano, o público-alvo do Ministério da Saúde para a prevenção do câncer de colo de útero são as adolecentes, mas em 2015 e 2016 a campanha será destinada à cobertura vacinal de um público mais novo: de 9 a 11 anos. O esquema de vacinação é composto por três doses. A segunda é aplicada com intervalo de seis meses e a terceira, de reforço, cinco anos após a primeira dose.

A vacina usada no Brasil é a quadrivalente, que proteje de quatro subtipos (6, 11, 16 e 18) do HPV, com eficácia de 98%. Os subtipos 16 e 18 são causadores de cerca de 70% dos casos de câncer de colo do útero em todo o mundo.

Estudos apontam que 270 mil mulheres morrem por ano, no mundo, devido ao câncer de colo de útero. Em 2014, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 15 mil novos casos, com cerca de 4.800 óbitos no Brasil.

Matéria alterada para atualização de informações sobre os índices de vacinação no Distrito Federal, no Acre e no Amazonas.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas