Brasil
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Entrega de cartas motivou a morte de zelador, admite suspeito do crime O delegado titular da 13ª DP, Egídio Cobo deve reunir provas para definir o indiciamento por homicídio

Michelle Macedo

Publicação: 03/06/2014 17:04 Atualização: 03/06/2014 17:43

Eduardo disse a polícia que a motivação do crime foram as entregas de correspondências (Marco Ambrosio/Folhapress)
Eduardo disse a polícia que a motivação do crime foram as entregas de correspondências

O publicitário Eduardo Tadeu Pinto Martins, 47 anos, admitiu que a entrega de correspondências foi o motivo da briga que terminou na morte do zelador Jezi Lopes de Souza, 63. Eduardo confessou o crime durante depoimento na 13ª DP (Casa Verde). Ele será transferido para o 77º DP (Santa Cecília) e a esposa, Ieda Cristina Cardoso da Silva Martins, 42, para a carceragem feminina do 89ª DP (Portal do Morumbi).

A Justiça decretou nesta terça-feira (3/6) a prisão temporária do casal suspeito de matar o zelador do prédio onde moravam. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP/SP), eles ficarão detidos por pelo menos 30 dias.

Leia mais notícias em Brasil

A SSP/SP informou que durante os 30 dias, o delegado titular da 13ª DP, Egídio Cobo deve reunir provas para definir o indiciamento por homicídio. Eduardo afirmou que a entrega de correspondências foi o motivo que deu início a uma briga entre ele e o zelador na tarde do último 31 de maio. Jezi teria batido a cabeça na maçaneta da porta e desmaiado.

Logo depois, imagens do circuito interno mostram o publicitário saindo do elevador com uma mala grande, onde estaria o corpo da vítima que foi levada para a casa família de Eduardo, em Praia Grande, litoral paulista. No local, o suspeito esquartejou o corpo e separou em vários sacos.

A família do zelador desconfiava do envolvimento do casal na morte de Jezi. De acordo com a filha de Jezi, de todos os moradores do prédio, apenas Martins tinha discutido com o pai e por isso teria motivos para cometer o crime.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Frederico Melo
Pergunto aos leitores: Um traste deste merece o convívio social? Não suporto a ideia do imposto que pago, ser usado para manter este indivíduo preso. País com legisladores incompetentes, dá nisso. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas