Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Situação do Sistema Cantareira ainda é dramática, diz presidente da ANA De acordo com diretor-presidente da Agência Nacional de Águas, há uma relação próxima, mas não igual, entre chuva e vazão

Agência Brasil

Publicação: 04/06/2014 16:30 Atualização:

Vista da captação de água do sistema de abastecimento de água Cantareira em Jaguari, em fevereiro deste ano. Presidente da Agência Nacional de Águas disse nesta quarta-feira (4/6)  que situação do sistema ainda é dramática (Paulo Whitaker/Reuters)
Vista da captação de água do sistema de abastecimento de água Cantareira em Jaguari, em fevereiro deste ano. Presidente da Agência Nacional de Águas disse nesta quarta-feira (4/6) que situação do sistema ainda é dramática

Mesmo com as chuvas que ocorreram no fim de semana no estado de São Paulo, a situação no Sistema Cantareira continua dramática, disse nesta quarta-feira (4/6) o diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu Guillo. Segundo ele, há uma relação próxima – mas não igual – entre chuva e vazão, principalmente quando as precipitações não ocorrem nas cabeceiras dos rios que alimentam o sistema.

No dia 10 de junho, o direto da ANA vai se reunir com os secretários de Meio Ambiente de São Paulo, do Rio de Janeiro e de Minas Gerais para definir os impactos que a ligação do afluente do Rio Paraíba do Sul ao Sistema Cantareira pode causar nos três estados.

Leia mais notícias em Brasil

“Na minha opinião, há uma condição técnica para solução do problema que atenda à demanda do Rio, que é a segurança hídrica, e acho correto que haja a utilização dessa água para atender a demanda da região metropolitana de São Paulo. Há uma solução técnica para atender os dois estados.”

Andreu participou de audiência pública conjunta das comissões de Serviços de infraestrutura e de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado para falar sobre as perspectivas de racionamento de água no Brasil.

Segundo Andreu, a origem e natureza da crise no Sistema Cantareira tem elementos básicos: a meteorologia; a estiagem anormal; a ausência de obras que deveriam ter sido executadas no passado, quando se fez a opção de aumentar o faturamento em detrimento da segurança hídrica; e a necessidade de uma qualificação na regulação dos recursos hídricos no Brasil, principalmente em situações de crise.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas