Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Metroviários do Rio fazem assembleia amanhã e podem entrar em greve A categoria está insatisfeita e tem reclamado dos baixos salários pagos a alguns setores da concessionária Metrô Rio. Eles pedem que o piso salarial, hoje de R$ 750, passe para R$ 993

Publicação: 09/06/2014 21:38 Atualização:

Os metroviários do Rio vão fazer uma assembleia amanhã (10) para decidir se entram em greve. A reunião está marcada para as 18h30, na sede do sindicato da categoria, na Praça da Bandeira, zona norte da cidade. Segundo o diretor presidente do Sindicato dos Metroviários do Rio de Janeiro (Simerj), Heber Fernandes da Silva, a categoria está insatisfeita e tem reclamado dos baixos salários pagos a alguns setores da concessionária Metrô Rio.

%u201CA empresa vem empurrando com a barriga. E agora a categoria levada por tudo isso que tem acontecido tomou a decisão de entrar em estado de greve e fazer uma greve caso a empresa continue neste marasmo%u201D, disse, em entrevista à Agência Brasil.

O sindicalista informou que, após uma assembleia realizada em março, os metroviários encaminharam à direção da empresa a proposta com a pauta de reivindicações, que inclui reajuste correspondente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de maio de 2013 a abril de 2014 e mais 15% correspondentes à recuperação de perdas desde 1998. %u201CIsso dá um total de 23% de reajuste. A empresa ainda não fez contraproposta no sentido financeiro%u201D, contou.

Além disso, os metroviários pedem que o piso salarial, hoje de R$ 750, passe para R$ 993. A categoria reivindica também um plano de cargos e salários e participação mais justa nos lucros.

Silva disse que o aviso de possível paralisação foi feito com antecedência e hoje (9) a categoria divulgou nas estações uma carta aberta à população explicando a situação. Ele acredita que, com isso, se houver greve, ela não pode ser considerada abusiva, como aconteceu em São Paulo. %u201CAcho que está mais do que divulgado, mas a decisão de amanhã vai ser uma decisão política. Não é interessante tecnicamente que greve de Metrô seja parcial, porque se diminuir o número de composições, vai encher as plataformas e causar risco de acidentes e de as pessoas caírem. Então, ou faz a greve geral ou não faz%u201D, explicou.

O Metrô Rio informou que a negociação com a categoria está em andamento, mas não deu mais detalhes sobre a proposta que vem sendo apresentada aos metroviários. Ainda de acordo com a companhia, hoje as partes se reuniram e voltarão a se encontrar amanhã.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas