Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

TRT bloqueia conta de sindicatos envolvidos com greve do metrô de São Paulo Desembargador considerou a greve abusiva e, no domingo, determinou o imediato retorno ao trabalho

Agência Brasil

Publicação: 10/06/2014 15:45 Atualização:

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo bloqueou as contas bancárias dos sindicatos dos Metroviários e dos Engenheiros para assegurar o pagamento da multa que foi aplicada a ambos por causa da greve no metrô. A decisão é do desembargador Rafael Pugliese.

O desembargador considerou a greve abusiva e, no domingo (8/6), determinou o imediato retorno ao trabalho, estipulando multa diária de R$ 500 mil aos sindicatos em caso de descumprimento da decisão. Na semana passada, a desembargadora Rilma Aparecida Hemetério já havia determinado multa no valor de R$ 100 mil por dia por causa da paralisação do metrô.

Leia mais notícias em Brasil

A greve dos metroviários teve início quinta-feira (5/6) e foi suspensa temporariamente na segunda (9/6) pelos dois sindicatos. Amanhã (11/6), uma nova assembleia de trabalhadores do metrô decidirá se a paralisação será retomada na quinta-feira (12), dia da abertura da Copa do Mundo em São Paulo.

Do Sindicato dos Metroviários, Pugliese determinou o bloqueio de R$ 900 mil. De início, o valor pedido era R$ 3 milhões, mas, na manhã de hoje, o desembargador reviu o valor porque a greve foi suspensa na noite de ontem (9/6). Do Sindicato dos Engenheiross, foram bloqueados R$ 400 mil. O total bloqueado na conta do Sindicato dos Metroviários deve-se ao valor da multa aplicada nos primeiros quatro dias de greve (R$ 400 mil), acrescido da multa de R$ 500 mil pelo prosseguimento da greve ontem. A multa recebida pelo Sindicato dos Engenheiros é referente aos primeiros quatro dias de greve, uma vez que a categoria decidiu voltar ao trabalho domingo. Pela determinação do desembargador, caso a greve seja reiniciada quinta-feira, novos valores deverão ser bloqueados dos sindicatos.

Procurados pela Agência Brasil, os sindicatos não se pronunciaram sobre a decisão do desembargador.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas