Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Marinha não definiu onde instalar equipamento de defesa aérea no Maracanã A instalação de equipamentos no alto de um edifício, no entorno do Estádio do Maracanã, faz parte do monitoramento do espaço aéreo do Rio de Janeiro durante a Copa do Mundo

Agência Brasil

Publicação: 10/06/2014 20:49 Atualização:

A instalação de equipamentos no alto de um edifício, no entorno do Estádio do Maracanã, na zona norte da cidade, faz parte do monitoramento do espaço aéreo do Rio de Janeiro durante a Copa do Mundo. A informação é do Centro de Coordenação de Defesa de Área (CCDA), subordinado às Forças Armadas. No entanto, o oficial de comunicação social do CCDA, major do Exército, Marco Ferreira, disse que a Marinha ainda não definiu o local para o posicionamento do dispositivo.

Leia mais notícias em Brasil

O oficial negou que o equipamento da Marinha seja uma bateria de mísseis antiaéreos, conforme noticiado. Segundo ele, a base a ser instalada faz parte das medidas de segurança dos eixos de atuação de controle e defesa do espaço aéreo.

O Maracanã vai sediar sete jogos da Copa do Mundo, incluindo a final, no dia 13 de julho. O monitoramento do espaço aéreo inclui o Aeroporto Santos Dumont, que ficará fechado para pouso nos dias de jogos, quando as aeronaves serão desviadas para o Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim/Galeão. As decolagens serão permitidas, desde que na direção contrária ao Maracanã.

O CCDA já atuou durante a Copa das Confederações, na Jornada Mundial da Juventude e na Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável Rio+20.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas