Brasil
  • (4) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Comediante Gustavo Mendes alega ter sido agredido durante show em Búzios O humorista é famoso por imitar a presidente Dilma Rousseff. A confusão teria começado por conta de uma piada religiosa

Publicação: 16/06/2014 21:45 Atualização: 16/06/2014 22:03

Gustavo Mendes disse ter saído chorando do palco (Alex Monteiro/Divulgação)
Gustavo Mendes disse ter saído chorando do palco


O comediante Gustavo Mendes, conhecido por imitar a presidente Dilma Rousseff, alega ter sido agredido pelo chefe de gabinete da prefeitura de de Búzios (Rio de Janeiro), Robson Mota. O humorista apresentava o espetáculo Mais que Dilmais, nesse domingo (15/6), durante um evento comemorativo do Dia dos Namorados.

O comediante alega que a agressão ocorreu por conta de uma piada de cunho religioso. "Perde a cultura por causa de um incompetente, infeliz, cheio de convicções religiosas rasas e fora de propósito", escreveu Mendes.

Leia mais notícias em Brasil

Em nota, a Prefeitura de Búzios alega que pediu ao artista, previamente, que tivesse cuidado com o texto a ser apresentado. O pedido teria sido feito por "se tratar de um show inserido em um evento de uma comunidade religiosa."

Em vídeo disponibilizado no YouTube, é possível ver o chefe de gabinete da prefeitura de Búzios, Robson Mota, sendo vaiado ao justificar a retirada do humorista. "O povo não pode compactuar com essa sacanagem, temos que respeitar a comunidade católica."



Confira a íntegra da nota divulgada por Gustavo Mendes:

Pela primeira vez, interrompi um show no meio do espetáculo e sai do palco, escoltado pela polícia, chorando, mas zelando pela minha vida e da minha equipe, enquanto o povo clamava pedindo mais.

Fui agredido pelo chefe de gabinete da prefeitura de Búzios, Robson Mota. Ele me ameaçou e me agrediu fisicamente. Uma pena uma cidade tão linda, com um povo tão batalhador e mal assistido esteja na mão de gente tão incompetente e mau-caráter como o caso desse Robinho.

Ao se justificar por que interrompera, não resistiu às vaias, que a população revoltada com tamanha soberba e prepotência, proferia. Quem manda em Búzios é o povo, a cidade é deles, não desse esquentadinho, costas quentes, que viu o povo o colocar em seu devido lugar que é calado, quieto.

Uma pena que o prefeito André, tão cheio de boas intenções, tenha escolhido tão mal esse sujeitinho pra chefiar seu gabinete, uma pena que sofra o povo, perde a cultura por causa de um incompetente, infeliz, cheio de convicções religiosas rasas e fora de propósito.

Sai de búzios chorando, pelos amigos da cidade que queriam um pouco de riso em meio a tanta miséria velada, mas convicto de que esse povo pode mudar sua história e seus governantes. Búzios é do povo de Búzios, não dos "Robinhos" e secretários.

Voltarei, Búzios, em breve, para festejar a liberdade e o povo no poder, onde de fato é o seu lugar.

Esta matéria tem: (4) comentários

Autor: Marcio Souza
criticar a religião dos outros ou fazer chacota é minimizada e dizem não é nada, criticar opção sexual é cadeia, esse país vai mal, muito mal, acabou-se o equilíbrio e o raciocínio. | Denuncie |

Autor: ricardo castelo
não contratasse o artista oras, agora querer censurar? | Denuncie |

Autor: Alvaro Brito
Só não entendo uma coisa, se não queriam o cara, porque contrataram?????? | Denuncie |

Autor: texssandro silva
é lamentavel em pleno 2014,onde que se diz um país livre e sem opressão um artista ser retirado de sua apresentação,por simplesmente pelo bel prazer de um politico,é triste cade a nossa liberdade de manifestação ?liberdade politica?etc? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas