Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Bahia reforça repressão a cambistas na Arena Fonte Nova Nos arredores do estádio, 19 pessoas foram detidas tentando vender ingressos por preços acima do estipulado pela Fifa

Agência Brasil

Publicação: 17/06/2014 15:28 Atualização:

A polícia da Bahia vai manter pelo menos 30 homens no entorno da Arena Fonte Nova para coibir a venda supervalorizada de ingressos. A operação vai até o final da Copa do Mundo. Salvador tem dois jogos previstos na fase de grupos, e outros dois na fase eliminatória do Campeonato Mundial.

Nesta primeira fase, a ação de cambistas foi apontada como um dos principais desafios para as autoridades locais. Nos arredores da Arena Fonte Nova, onde houve duas partidas, 19 pessoas foram detidas tentando vender ingressos por preços acima do estipulado pela Fifa. Entre os detidos, oito eram turistas estrangeiros.

Leia mais notícias em Brasil

A maior operação ocorreu no primeiro jogo, entre Holanda e Espanha, quando agentes da Delegacia de Defesa do Consumidor impediram a venda de 17 ingressos para a partida. Sete pessoas, entre eles, um austríaco, um francês, um inglês e um alemão foram levados à delegacia e, depois do registro das ocorrências, foram liberados. Os cambistas ofereciam os ingressos por até R$ 1 mil.

Pelo Estatuto do Torcedor, a venda dos bilhetes de acesso às partidas por valores acima do que está estampado no ingresso é crime. A orientação para quem tem ingresso e vai desistir de assistir ao jogo é negociar a recompra com a Fifa e tentar a devolução do dinheiro.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas