Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Dilma sobrevoa áreas atingidas por chuvas no Sul do país A presidente conversou com autoridades locais e anunciou a criação de um comitê de emergência. Para isso, foram liberados R$ 3,9 milhões em recursos, materiais e serviços para o Paraná

Agência Brasil

Publicação: 17/06/2014 18:21 Atualização: 17/06/2014 18:23

'Você não sabe onde é rio e onde é cidade, submergiu casas. Tem tetos aparecendo apenas', disse a presidente (Roberto Stuckert Filho/PR)
"Você não sabe onde é rio e onde é cidade, submergiu casas. Tem tetos aparecendo apenas", disse a presidente

A presidente Dilma Rousseff sobrevoou nesta terça-feira (17/6) à tarde áreas atingidas por fortes chuvas nos estados do Paraná e de Santa Catarina. Após anunciar as ações emergenciais e a médio prazo para a região, ela se disse "chocada e comovida" com a situação.

"Fiquei estarrecida com grau de alagamento do rio, ele rompeu as margens, você não sabe onde é rio e onde é cidade, submergiu casas. Tem tetos aparecendo apenas. Eu acho que, das cidades que eu vi, foi uma das mais atingidas do ponto de vista da quantidade e do tamanho da área atingida", disse Dilma após o sobrevoo.

Na cidade de União da Vitória (PR), a presidente conversou com autoridades locais e anunciou a criação de um comitê de emergência, que vai reunir representantes do governo federal, do estado e do município. Segundo Dilma, neste primeiro momento haverá uma ação de emergência para a prestação de socorro, segurança e abrigo dos atingidos. Para isso, foram liberados R$ 3,9 milhões em recursos, materiais e serviços para o Paraná.

Leia mais notícias em Brasil

O montante foi liberado pelo Ministério da Integração Nacional na segunda-feira (16/6), e inclui 14,2 mil cestas de alimentos, 12,2 mil kits dormitório, além do auxílio do Exército com homens, helicópteros e outros meios de transporte. Para Santa Catarina, já foram liberados R$ 1,5 milhão, de acordo com Dilma.

Outra ação emergencial será a liberação de recursos por meio do Cartão de Pagamento da Defesa Civil, que as prefeituras de cidades em situação de emergência podem solicitar ao governo federal, agilizando o repasse. O valor a ser liberado nessa modalidade não foi divulgado porque depende das solicitações dos municípios, segundo Dilma.

Após socorro inicial, as autoridades vão comandar ações como a reconstrução de casas em locais menos suscetíveis a novos temporais.

De acordo com o último boletim da Defesa Civil Estadual, 152 municípios do Paraná foram atingidos por enxurradas e alagamentos, dos quais 147 estão em situação de emergência. Onze pessoas morreram e 171 ficaram feridas. São 38 mil desalojados e 5 mil desabrigados e mais de 594 mil pessoas afetadas. Mais de 13 mil casas foram danificadas em todo o estado. Em Santa Catarina, 41 municípios estavam em situação de emergência até segunda-feira (16).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas