Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Quinze pessoas são detidas por lançar rojões contra torcedores ingleses Todos os detidos são brasileiros. Com eles foram apreendidos seis rojões, um soco inglês, um punhal e um protetor bucal, usado por lutadores.

France Presse

Publicação: 19/06/2014 17:16 Atualização: 19/06/2014 18:17

A polícia deteve nesta quinta-feira 15 pessoas acusadas de lançar rojões contra torcedores em São Paulo, pouco antes da partida entre Uruguai e Inglaterra.

"Um grupo de pessoas lançaram rojões perto do Fifa Fan Fest, no Anhangabaú. Houve um princípio de tumulto, foram disparados seis rojões e outros tipos de fogos de artifícios. Quinze pessoas foram detidas", informou à AFP um porta-voz da polícia militar de São Paulo.

Leia mais notícias em Brasil

A polícia também apreendeu um punhal, um protetor bucal de luta e um soco inglês.

O porta-voz informou que ainda está sendo feito o registro com as informações e não confirmou as notícias veiculadas na imprensa sobre possíveis feridos.

Nesta semana, alguns incidentes ocorreram no Fifa Fan Fest pelo grande número de pessoas que queriam ingressar no local. Existe um sistema automático que bloqueia a passagem de torcedores quando a capacidade de 30.000 pessoas é alcançada.

Na terça-feira, a polícia dispersou alguns torcedores utilizando spray de pimenta. Na ocasião, em que quatro pessoas ficaram feridas, a polícia informou à AFP que houve um tumulto porque um grupo de torcedores havia tentado passar pelas grades de segurança para invadir a área. A segurança e a fiscalização da Fan Fest são de competência da Fifa, explicou o porta-voz.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas