Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Presidente da Alerj tem alta e não comenta investigações sobre atentado Paulo Melo procurou se proteger da invasão de homens armados a seu sítio, em Rio Bonito, na região metropolitana do Rio. Na invasão, ficaram feridos dois policiais que prestavam segurança a ele e sua família

Publicação: 24/06/2014 17:01 Atualização:

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Paulo Melo, teve alta nesta terça-feira (24/6) do Hospital Copa D'Or, e presidiu uma sessão extraordinária na Casa, no final da manhã.

Melo não quis comentar, entretanto, as investigações da Polícia Civil sobre o caso. “Eu me comprometi com a polícia a não comentar nada sobre a investigação. Não quero atrapalhar em nada”, disse o parlamentar à Agência Brasil.

Leia mais notícias em Brasil

Ele disse que está bem mas que, após sentir um ligeiro mal-estar, resolveu ir para casa, para poder se refazer das cirurgias feitas no pé direito, que fraturou no último sábado (21). Isso ocorreu quando Melo procurou se proteger da invasão de homens armados a seu sítio, em Rio Bonito, na região metropolitana do Rio. Na invasão, ficaram feridos dois policiais que prestavam segurança a ele e sua família.

Segundo a assessoria de imprensa da Alerj, aparentemente, Paulo Melo “está ótimo”. O plenário da assembleia volta a se reunir ainda hoje em mais duas sessões extraordinárias, mas, até o momento, não há previsão de que Melo participe de alguma delas. Melo foi ameaçado de morte há quatro anos, porém, de acordo com sua assessoria, o autor da ameaça está preso.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas