Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Homem tenta fugir de blitz, saca arma e é morto por policiais em Minas O suspeito, que estava com uma pistola de uso restrito das forças armadas, já tem passagens por roubo e tráfico de drogas. Colega do homem acabou detido

João Henrique do Vale - Estado de Minas

Publicação: 01/07/2014 08:31 Atualização:

Uma abordagem policial terminou em morte nessa segunda-feira (1]º/7) no Bairro Jardim Comerciários, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Um homem tentou escapar de uma blitz em um carro. Ao ser abordado por dois policiais militares, segundo a PM, o suspeito tentou sacar uma arma e acabou baleado. Ele foi socorrido até um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O motorista do veículo foi detido e será levado para a delegacia.

De acordo com o sargento Marcelino Silva, a ocorrência aconteceu na Avenida Juiz Marco Túlio Isaac. No local, acontecia uma blitz da PM. Por volta das 15h30, dois homens, em um Palio vermelho, pararam antes de passarem pelo cerco, o que chamou a atenção dos militares. “Dois policiais que estavam um pouco afastados, fizeram a abordagem dos suspeitos. Um deles desceu do veículo e sacou uma pistola de uso restrito das forças armadas. Quando ele tentou atirar, os militares reagiram e o balearam”, explica o sargento.

Leia mais notícias em Brasil

Uederson Motta, 25 anos, foi atingido por dois tiros no tórax e foi encaminhado para a Unidade de Atendimento Imediato (UAI) do Bairro Teresópolis. Ele não resistiu aos ferimentos. Segundo a PM, o homem já tem passagens por tráfico de drogas e roubo.

O motorista do carro, que já era monitorado por tornozeleira eletrônica, acabou detido. “Ele afirmou que o colega pediu carona e por isso o levava para o Bairro Teresópolis. Segundo o condutor, o amigo quem pediu para parar, já que estava armado. Como ele é inabilitado, acabou detido”, diz o sargento. De acordo com o militar, levantamento é feito para descobrir se os dois homens têm ligação com crimes em datas anteriores.

Conforme o Marcelino Silva, o comando da PM ainda não sabe se os militares envolvidos na ocorrência serão detidos.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas