Brasil
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Orçamento de viaduto que desabou em BH, obra da Copa, passa de R$ 713 mi Segundo o Contas Abertas, o último balanço do PAC da Copa mostra que o órgão responsável pelas obras do viaduto é o Ministério das Cidades

Publicação: 03/07/2014 20:19 Atualização: 03/07/2014 20:31


Viaduto desaba na Avenida Pedro I, em Belo Horizonte, na quinta-feira (3/7)

O viaduto que desabou na Avenida Dom Pedro I, em Belo Horizonte, na tarde dessa quinta-feira (03/07), e que compõe a obra de implantação do BRT Antonio Carlos/Pedro I, faz parte das obras do PAC da Copa. A previsão de gastos da construção é de R$ 713, 5 milhões, a obra deveria ter ficado pronta antes do mundial, mas sofreu atrasos.

De acordo com o site Contas Abertas, o último balanço do PAC da Copa mostra que  o órgão responsável pelas obras do viaduto é o Ministério das Cidades. Os dados são referentes à 30 de abril de 2014, data em que o estágio da construção era definido como "em operação".

De acordo com o Portal Transparência da Copa do Mundo,  já foram pagos R$ 214,7 milhões pela obra. O viaduto que desabou fica a cerca de cinco quilômetros de distância do Mineirão, estádio que irá receber um dos jogos da semifinal da Copa do Mundo, na próxima terça-feira (08/07). A previsão, é de que o BRT Antônio Carlos / Pedro I tenha 16 quilômetros de extensão com duas faixas exclusivas para ônibus.
Tags:

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: raimundo perna
Karái vei ,obras superfaturadas orquestradas por subornos e material inferior ao da licitação acabam por matar pessoas e vão continuar matando.Eta goveninho assassino. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas