Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Passageiro invade pista de pouso e causa fechamento do Aeroporto de Confins O homem desceu de um avião e antes de entrar na sala de desembarque, correu em direção à pista. Policiais federais conseguiram detê-lo e o encaminharam para a delegacia

João Henrique do Vale - Estado de Minas

Marina Rigueira

Estado de Minas

Publicação: 03/07/2014 21:46 Atualização: 03/07/2014 21:48

A atitude descontrolada de um passageiro causou transtornos e fechou o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, Região Metropolitana de Belo Horizonte, por 15 minutos. O homem desceu de um avião e antes de entrar na sala de desembarque, correu em direção à pista. Policiais federais conseguiram detê-lo e o encaminharam para a delegacia. O incidente aconteceu das 19h45 às 20h. De acordo com um delegado da Polícia Federal, que pediu anonimato, o passageiro desembarcou no aeroporto em um avião da Azul e entrou em um ônibus, que leva até a sala de desembarque. Quando chegou ao local, o homem saiu do coletivo correndo e ficou dando voltas na pista de pouso.

Funcionários do aeroporto conseguiram conter o homem depois de alguns minutos. O passageiro foi levado para receber atendimentos médicos no próprio terminal. Segundo a PF, ele apresentou distúrbios psicológicos. A PF não informou se o homem será preso e por quais crimes poderá responder.

Leia mais notícias em Brasil

A atitude do passageiro atrapalhou voos, que iriam pousar e decolar de Confins. De acordo com informações da Infraero, o impacto operacional no aeroporto foi de dois voos alternados, ou seja, que tiveram a rota alterada para outros aeroportos. O voo 5027 vinha de Paraopeba, Região Central de Minas, e foi para Montes Claros, Norte do Estado, mas já retorna para Confins, e o voo 1314, que vinha de São Paulo e foi para o Galeão, no Rio de Janeiro.

O webdesigner, Alexandre Magno, passageiro de um voo da Gol, que vinha de Brasília para Confins, teve o voo atrasado em 20 minutos. "Meu voo estava previsto para descer em Confins às vinte horas, mas o piloto anunciou que foi avisado pela torre, que alguém corria na pista e por isso não havia autorização para pousar. O piloto disse ainda que, caso o combustível do avião chegasse no limite, teríamos que descer em Montes Claros ou Uberaba", explica.

A Infraero informou ainda, que quando acionada, adotou todas as medidas de segurança cabíveis para proteger o passageiro que corria na pista, os demais que estavam em solo e no ar. Ainda de acordo com a Infraero, não houveram atrasos significativos em voos que decolariam de Confins, embora tenham ficado retidos na pista por alguns minutos.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas