Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Marinha substitui navio que atua em missão das Nações Unidas no Líbano A previsão é que a Fragata Constituição chegue em um mês a Beirute, onde será o principal ponto de apoio de 12 navios estrangeiros na missão

Agência Brasil

Publicação: 08/07/2014 11:38 Atualização:

A Marinha vai substituir o navio que integra a Força Interina das Nações Unidas (ONU) no Líbano (Unifil). Entrará em operação, no mês de agosto, a Fragata Constituição no lugar da Liberal, que está em atividade desde dezembro de 2013. A previsão é que a Fragata Constituição chegue em um mês a Beirute, onde será o principal ponto de apoio de 12 navios estrangeiros na missão.

A saída da fragata está prevista para terça-feira (8/7) da Base Naval do Rio, com escalas em Cabedelo (PB), Las Palmas (Espanha) e Civitavecchia (Itália), segundo a Marinha. Ao chegar ao Líbano, vai compor a força interina com mais dois navios alemães, quatro de Bangladesh, dois gregos, um indonésio e dois turcos. A participação da Marinha foi aprovada pelo Congresso Nacional.

Leia mais notícias em Brasil

A força interina da ONU no Líbano conta com 35 países, tem cerca de 10 mil militares, policiais e servidores civis e é chefiada pelo contra-almirante brasileiro Walter Eduardo Bombarda. Foi criada há 35 anos para acompanhar a retirada de Israel daquele país, “restaurando a paz e a segurança”. Nos últimos anos, foi reconfigurada para permitir a chegada de ajuda humanitária. A Fragata Constituição volta ao Brasil em abril de 2015.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas