Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Inmet prevê chuva sobre o Cantareira só daqui a uma semana O nível do Sistema Cantareira voltou a baixar, passando de 17,7% para 17,5% da capacidade do volume

Agência Brasil

Publicação: 18/07/2014 16:22 Atualização:

 (Paulo Whitaker/Reuters)

O nível do Sistema Cantareira voltou a baixar hoje (18), passando de 17,7% para 17,5% da capacidade do volume morto, a chamada reserva técnica.

Mesmo com a chegada de uma nova frente com previsão de chuviscos contínuos e queda na temperatura, a partir do final desta sexta-feira, o quadro de escassez de água nas fontes de captação do sistema não deve se alterar.

A partir de segunda-feira (21), o tempo mais seco e com sol volta a predominar em todo o estado de São Paulo, informou o meteorologista Marcelo Schneider, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Leia mais notícia em Brasil

Existe, no entanto, possibilidade de chuvas mais fortes entre quinta e sexta-feira (24 e 25) próximas. “Essa frente fria que está agindo hoje [18] sobre o estado de São Paulo só deve trazer chuva de fraca intensidade, mas, na área de Campinas, São Carlos e Bragança Paulista, pode chover mais forte a partir de quinta-feira.”

Ainda assim, as chuvas serão passageiras e insuficientes para amenizar o problema da falta de água nos mananciais responsáveis pelo abastecimento de 9 milhões de consumidores atendidos pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), em parte da capital paulista e em mais dez municípios. O Sistema Cantareira é alimentado por cinco bacias hidrográficas, entre as quais a do Alto Tietê. No Sistema do Alto Tietê, o nível também baixou, passando de 23,2% ontem (17) para 23% hoje.

Com a estiagem e a gradual baixa na capacidade de armazenagem, desde o dia 16 de maio, a Sabesp passou a usar a água da reserva técnica, acrescentando à oferta 182,5 bilhões de litros de água sobre o volume total que, naquele momento, estava em 982,07 bilhões de litros. Se o próximo verão, que começa no dia 21 de dezembro, for tão seco quanto o último, a reserva pode acabar em março do ano que vem.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

PUBLICIDADE

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas