Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Estelionatário tenta aplicar golpe em irmão de tenente desaparecida O golpista ligou para Pércio Henrique Tavares dizendo que havia encontrado a mulher e exigiu R$ 5 mil para o resgate.

Luana Cruz

Publicação: 18/07/2014 16:50 Atualização: 18/07/2014 17:02

Um estelionatário se aproveitou do desaparecimento da Aeronáutica Mirian Márcia Rodrigues Tavares, 42 anos, para tentar aplicar um golpe contra o irmão da militar. O golpista fez contato com para Pércio Henrique Tavares dizendo que havia encontrado a mulher e exigiu R$ 5 mil para o resgate.

Tenente da Aeronáutica entra no cadastro de desaparecidos da Interpol Polícia Federal investiga desaparecimento de tenente da Aeronáutica Desaparecimento de tenente da Aeronáutica ainda é mistério Homem é preso com 19 quilos de maconha na estação ferroviária de Aimorés Adolescente é detida com três armas, maconha e crack em Santa Luzia Homem que matou comparsa durante roubo de carro é preso na Rodoviária de BH
De acordo com a Polícia Civil, Satiro Fagundes Rosa enviou uma mensagem para o celular de Pércio fazendo a proposta de resgate. No texto, enviou também uma conta bancária onde deveria ser depositado o dinheiro. Desconfiado, o irmão da militar avisou ao delegado Thiago Saraiva, da Delegacia de Desaparecidos e responsável pela investigação.

Leia mais notícias em Brasil

O policial apurou a origem da conta bancária e descobriu que pertencia a uma pessoa de Lajinha, cidade da Zona da Mata de Minas. Saraiva fez contato com delegado do município, Henrique Mateus Rabelo, informando sobre o caso. Rapidamente os policiais identificaram Satiro como autor do golpe, pois é um estelionatário conhecido na região. A conta bancária usada era de um vizinho de Satiro e o chip de celular também não pertencia a ele.

Segundo a polícia, na conversa por mensagem de celular, Satiro fez ameaças ao irmão da tenente e chegou a citar que recebeu R$ 30 mil para sumir com Mirian. Satiro foi preso em flagrante nesta sexta-feira. Na tarde de hoje, o delegado Rabelo vai ouvir testemunhas do caso para avançar nas investigações do golpe.



Entenda o caso

A tenente Mirian, natural de Varginha, no Sul de Minas, está desaparecida desde maio. Ela dividia um apartamento com uma amiga, também militar, no Bairro Prado, Região Oeste de Belo Horizonte. Ao retornar de uma viagem ao interior de Minas, no dia 5 de maio, ela chegou em casa e encontrou uma carta da tenente. No texto, ela dizia que estava triste e que iria para a estrada, porque gostava de viajar.

No dia do desaparecimento, ela fez uma transferência para a conta bancária de uma irmã.

Familiares montaram uma força tarefa e fizeram buscas por lugares que ela costumava visitar na Região Metropolitana de BH, mas não tiveram sucessos. Um helicóptero da Polícia Civil também rastreou rodovias e áreas de vegetação. Mirian integra até cadastro de desaparecidos da Interpol. Quem tiver alguma informação sobre a tenente, deve ligar para o Disque Denúncia 181, ou 197, 190 ou 0800 2828

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas