Brasil
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Inauguração de templo da Igreja Universal reúne todas as crenças políticas Autoridades de todo o país comparecem à cerimônia de inauguração da sede mundial da Igreja Universal em São Paulo.; Segundo o IBGE, a instituição tem cerca de 1,8 milhão de fiéis

Ana Pompeu

Felipe Seffrin

Publicação: 01/08/2014 08:26 Atualização: 01/08/2014 12:07

Durante a solenidade, fiéis fizeram cordão de isolamento em torno da estrutura. O evento foi só para convidados (Cris Faga/Agência O Globo)
Durante a solenidade, fiéis fizeram cordão de isolamento em torno da estrutura. O evento foi só para convidados


São Paulo —
Com a presença de milhares de fiéis e autoridades políticas, a alta cúpula da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) inaugurou, na noite de ontem, o Templo de Salomão em São Paulo. O empreendimento, que custou cerca de R$ 685 milhões, é uma réplica do seu homônimo construído em Jerusalém e se torna agora a sede mundial da Iurd. A cerimônia foi fechada a convidados e chamou a atenção pela quantidade de políticos presentes. Em ano eleitoral, governadores, ministros, prefeitos, secretários, deputados, entre outros, aceitaram o convite do bispo Edir Macedo, comandante da igreja, que, segundo o último censo do IBGE, tem cerca de 1,8 milhão de fiéis.

De acordo com a organização do evento, o protocolo foi convidar autoridades políticas com cargo. Além da presidente Dilma Rousseff e do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, a lista dos presentes foi grande: o vice-presidente Michel Temer; o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad; os ministros de Estado Aloizio Mercadante, Gilberto Carvalho, Arthur Chioro, Edison Lobão, Vinícius Lajes e Moreira Franco; governadores de diversas unidades da Federação, inclusive do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT); prefeitos, secretários de Estado, juízes, desembargadores e deputados. A imprensa acompanhou parte da cerimônia por um telão instalado em um espaço externo.

Leia mais notícias em Brasil

Do lado de fora do templo, ao redor do prédio, jovens vestidos de branco formavam o chamado cordão de sentinelas. Ao cair da tarde, com o pôr do sol, a estrutura foi toda iluminada. A energia elétrica chegou a cair em alguns momentos — um deles durou mais de 10 minutos, fazendo com que os convidados subissem três andares de escadas. Ao som de uma orquestra, eles esperaram o início da cerimônia, marcada para as 19h. O bispo Domingos Siqueira anunciou o começo dos trabalhos com a entrada da Arca da Aliança. Em seguida, imagens sobre a história da religião foram projetadas na fachada, durante a execução dos hinos do Brasil e de Israel.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Paulo Costa
R$ 685 milhões? Cadê o MPF, a Receita, a Polícia Federal? De onde saiu o dinheiro para o novo "empreendimento" da empresa 171 de Edir Macedo? Ah...já sei...foi uma grande obra do Espírito Santo!! E temos, ainda, de ler, esse absurdo!! Mais uma grande "lavanderia" de recursos expropriados do povo"!! | Denuncie |

Autor: Leonardo Couto
Monumento à imbecilidade humana!!! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas