Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Grajaú-Jacarepaguá tem trânsito liberado, após confronto em comunidade Moradores se revoltaram e atirararam contra a base da UPP no Lins em protesto depois que um jovem de 18 anos foi baleado na coxa durante troca de tiros entre policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no Lins de Vasconcelos e criminosos

Agência Brasil

Publicação: 20/08/2014 10:38 Atualização:

Depois de seis horas fechada, a autoestrada Grajaú-Jacarepaguá foi reaberta por volta das 3h40 da madrugada desta quarta-feira, 20, em ambos os senditos. Um jovem de 18 anos foi baleado na coxa, durante troca de tiros entre policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no Lins de Vasconcelos e criminosos.

O rapaz foi levado para o Hospital do Andaraí, onde está internado. Os moradores se revoltaram e passaram a promover quebra-quebra, depredações e atirar contra a base da UPP no Lins. Nenhum policial ficou ferido. A Grajaú-Jacarepaguá foi fechada em toda a sua extensão. Participaram da operação policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Batalhão de Choque com apoio de dois blindados.

Leia mais notícias em Brasil

Em nota, a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) informou que no final da tarde de ontem (19), policiais da UPP do Lins de Vasconcelos fizeram patrulhamento de rotina, na região da mata do Morro do Encontro, no Grajaú, quando criminosos efetuaram disparos contra a guarnição. Os agentes responderam e os marginais fugiram.

Por volta das 19h30, policiais da UPP Camarista Méier foram alvos de disparos de arma de fogo, enquanto verificavam que placas de candidatos estavam com nomes e números cobertos no Morro do Gambá. Os policiais revidaram. Um grupo de bandidos que trocou tiros com os policiais desceu a Rua Vilela Tavares, no acesso à comunidade, e colocou fogo em lixo para obstruir a via e impedir passagem das viaturas policiais.



Logo após, os bandidos atiraram contra policiais que estavam em um posto de policiamento no alto da serra Grajaú-Jacarepaguá. Nenhum agente ficou ferido. Em seguida, pessoas sairam da comunidade da Cotia, parando os ônibus, mandando os passageiros descerem e incendiando três deles. A autoestrada Grajaú-Jacarepaguá teve o trânsito interrompido por volta das 21h30. O Corpo de Bombeiros foi chamado para apagar o incêndio. Durante a madrugada, a via foi desobstruída com a retirada das carcaças dos ônibus.

A região teve o policiamento reforçado com agentes de outras UPPs. Policiais da UPP Camarista Méier receberam informações de que um jovem, de 18 anos, deu entrada no Hospital Federal do Andaraí com um tiro na coxa. As circunstâncias em que o jovem foi baleado ainda estão sendo apuradas.

Pela manhã, o tráfego está normal na autoestrada Grajaú-Jacarepaguá em ambos os sentidos, com o policiamento reforçado pela Polícia Militar nos principais acessos às comunidades da Cachoeirinha, Encontro e Morro da Cotia, que ficam próximos à estrada.

De acordo com o Rio Ônibus - sindicato das empresas de ônibus do município do Rio de Janeiro, do início do ano até hoje, 47 ônibus foram incendiados em protestos na capital fluminense.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas