Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Interpol fecha o cerco a mulher de ex-médico acusado de abuso sexual Polícia internacional busca informações sobre a esposa de Roger Abdelmassih, foragida com os filhos do casal desde terça-feira. Em São Paulo, MP considera aumentar pena para 400 anos de prisão

Publicação: 23/08/2014 09:20 Atualização: 23/08/2014 11:14

Polícia paraguaia investiga a participação de agentes públicos na emissão de documento falso para o condenado (Departamento de Identificação do Paraguai/Divulgação)
Polícia paraguaia investiga a participação de agentes públicos na emissão de documento falso para o condenado

O cerco a Larissa Maria Sacco, mulher do ex-médico Roger Abdelmassih, foi reforçado. Ela é procurada pela Interpol para que preste esclarecimentos por ter “ajudado um delinquente”. Fronteiras, rodoviárias e aeroportos receberam notificação para detectar uma eventual passagem da ex-procuradora da República, que está sumida com os filhos gêmeos de 3 anos, desde a prisão de Abdelmassih, na última terça-feira. Apesar disso, há uma desconfiança de que ela esteja no Brasil. No presídio de Tremembé, no interior de São Paulo, o condenado tem seis ex-policiais civis como colegas de cela.

No Paraguai, as investigações seguem com a possibilidade de Abdelmassih responder por lavagem de dinheiro e falsificação de documentos. A polícia do país vai apurar a participação de agentes públicos na emissão da carteira de identidade falsa para Abdelmassih com o nome de Ricardo Galeano. Era assim que ele se apresentava socialmente. De número 367466, a certidão foi expedida em 2009 na cidade de Presidente Hayes.

Além disso, as autoridades paraguaias querem saber se Abdelmassih praticou lavagem de dinheiro, pois ele vivia em uma casa de luxo, com vida confortável, sem trabalhar. Investigações do Ministério Público de São Paulo apontam que remessas de dinheiro eram repassadas de forma fraudulenta com a participação de uma empresa aberta por ele antes da condenação. A polícia do país vizinho suspeita até de que Abdelmassih planejava abrir uma clínica de fertilização em Assunção.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas