Brasil
  • (8) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rebelião em presídio do Paraná já dura mais de 24h; quatro presos morreram De acordo com informações do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), dois detentos foram decapitados e outros dois foram arremessados do telhado

Jacqueline Saraiva

Publicação: 25/08/2014 09:32 Atualização: 25/08/2014 13:58

A rebelião começou por volta das 6h de ontem, quando agentes penitenciários e presos foram feitos reféns (CGN/Divulgação)
A rebelião começou por volta das 6h de ontem, quando agentes penitenciários e presos foram feitos reféns


A rebelião feita por cerca de 500 detentos, há mais de 24h, na Penitenciária Estadual de Cascavel, região Oeste do Paraná, já deixa quatro mortos. Segundo a Secretaria de Justiça do Estado, o Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar retomou a negociação, nesta manhã de segunda-feira (25/8), e a previsão é de que um acordo seja feito ainda hoje. Todos os mortos eram presos que estavam na unidade onde teve início o incidente.

De acordo com informações do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), dois detentos foram decapitados e outros dois foram arremessados do telhado. A rebelião começou por volta das 6h desse domingo (24/8), quando dois agentes penitenciários e pelo menos seis presos foram feitos reféns. Desde então, a PM está no local tentando controlar a situação, com participação de representantes do governo e da Vara de Execuções Penais.

Leia mais notícias em Brasil

O presídio teve a estrutura depredada e houve queima de colchões. A penitenciária, que tem capacidade para 1.182 presos, abriga 1.040. Segundo a Secretaria de Justiça, 159 agentes trabalham no local, divididos por escalas. Não foi divulgada a quantidade de funcionários que trabalhavam no momento da rebelião. Ainda não se sabe as causas do conflito, mas a suspeita do Depen é de que seja uma briga entre facções.

Com informações da Agência Brasil

Esta matéria tem: (8) comentários

Autor: Carlos Antônio Macieira
O que a polícia está esperando??? Invade logo este lugar e pronto!!! Se tiver de matar que mate!!! | Denuncie |

Autor: Messias Cassemiro cassemiro
Que não se instale a pena de morte no país, mas, a prisão perpétua, deve se instalar. Marginal aqui não tem medo da lei! De se ver que nos EUA, o assassino do John Lenon solicitou liberdade condicional após 32 anos de pena, e esta lhe foi negada. Fosse aqui certamente estaria livre há mais de 26 anos | Denuncie |

Autor: Ariovaldo joão do Nascimento
sei que o assunto não esta em pauta mas.. o Correio deveria fazer uma materia sobre distribuição de alimento interno, a venda de produtos brasileiros deveria ser menor para nos, pagamos valores absurdos por isso que a industria prefere exportar do que vender no mercado interno | Denuncie |

Autor: Ariovaldo joão do Nascimento
Porque não coloca esses presos para trabalhar e pagar a proria alimentaçao, poderiam comer até caviar desde que pagace | Denuncie |

Autor: Ariovaldo joão do Nascimento
Enquanto presos tiver a regalia prevista em direitos humanos, queacho que para humanos, e o Gov. nao fizer cumprir a Constituição, o Brasil vai continuar nesta baderna. Hoje temos promesças de todos os Gostos ate bandido é bonzinho me falem pos eleição, iremos continuar talvez pior. | Denuncie |

Autor: helio santos
se tivessem alguma ocupação, se trabalhasem não teria tempo para essa selvageria. | Denuncie |

Autor: Eli Roberto Chagas
O preso tem direito a sua integridade física e moral conforme constituição, mas o que ocorre são espancamentos e mortes. | Denuncie |

Autor: Paulo Costa
Pq não mandar os iminentes "doutores" da OAB/do MP, os "letrados" dos Direitos Humanos, os Juízes e todo aquele pessoal q condenou os policiais do Carandiru p/ "dialogarem" com esses coitados e "angelicais" presidiários. Afinal, os policiais são "truculentos" e "violentos" segundo seus julgamentos. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas