Brasil
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Áudio de Bernardo pedindo socorro será usado como prova nas investigações Gravações mostram Graciele Ugulini, a madrasta de Bernardo, ameaçando o garoto sobre quem iria morrer primeiro

Publicação: 27/08/2014 17:51 Atualização: 27/08/2014 17:58

A gravação em que é possível ouvir Bernardo Uglione Boldrini, 11 anos, encontrado morto em abril deste ano, pedindo socorro será usada como prova na investigação da morte do menino, de acordo com a delegada responsável pelo inquérito, Caroline Bamberg. O aúdio é parte de um vídeo, não divulgado, gravado pelo pai de Bernardo, o médico Leandro Boldrini.

Depois do assassinato do menino, Leandro apagou o vídeo do celular, mas técnicos do Instituto-Geral de Perícias (IGP) conseguiram recuperar as imagens, que teriam sido feitas às vésperas do Dia dos Pais do ano passado e são mantidas em sigilo pela polícia. As informações foram divulgadas pela delegada nesta terça-feira (26/8) durante depoimento de quase cinco horas no Fórum de Três Passos, Rio Grande do Sul. 

No áudio, o menino pede socorro e diz ter sido agredido. A enfermeira Graciele Ugulini, madrasta de Bernardo, o ameaça diversas vezes. “E vou agredir mais. A próxima vez que tu abrir a boca para falar de mim, eu vou agredir mais”, diz a enfermeira.

Confira a transcrição da gravação:



Bernardo: Socorro.
Leandro: Vamos se acalmar. Vai para o teu quarto.
Bernardo: Socorro (...) vai me agredir. Socorro, socorro, socorro.
Graciele: Vai lá pedir socorro, vai lá.
Bernardo: Vão vocês!
Graciele: Tu não tá pedindo? Tu não tá gritando? Vai lá pedir socorro
Leandro: E quem foi que começou a bagunça?
Bernardo: Vocês me agrediram! Tu me agrediu.
Graciele: E vou agredir mais. A próxima vez que tu abrir a boca para falar de mim. Eu vou agredir mais.
Leandro: Xingando ela. Ninguém merece ser xingado, né, rapaz.
Graciele: Eu vou agredir mais, eu não fiz nada em ti.
Bernardo: Fez sim. Tu me bateu.
Graciele: Tu não sabe do que eu sou capaz.
Bernardo: Tu me bateu.
Graciele: Tu não sabe.
Bernardo: Tu me bateu.
Graciele: Eu não tenho nada a perder, Bernardo. Tu não sabe do que eu sou capaz. Eu prefiro apodrecer na cadeia do que ficar vivendo nessa casa contigo incomodando. Tu não sabe do que eu sou capaz.
Bernardo: (inaudível) Queria que tu morresse
Graciele: Tu não sabe do que eu sou capaz. Vamos ver quem tem mais força. Aí nós vamos ver quem tem mais força.
Bernardo: Quando tu morrer.
Graciele: É, vamos ver quem vai para baixo da terra primeiro
Bernardo: Tu. Tu vai
Graciele: Então tá, se tu tá dizendo.

No últimos segundos da gravação, Graciele e Leandro se calam e é possível ouvir Bernardo, mais distante, gritando por socorro.

Leia mais notícias em Brasil

Além do casal, estão presas duas pessoas acusadas de participação no crime. São elas Edelvânia Wirganovicz, amiga de Graciele que confessou o crime à polícia, e o irmão dela, Evandro Wirganovicz.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Júlio Albuquerque
Só Deus sabe o que esse garoto sofreu. O monstro, ou monstros que fizeram isso deveriam apodrecer na cadeia. São de fazer inveja em muito bandido ruim. | Denuncie |

Autor: aparecida gomes
Ainda bem que não existe crime perfeito.Espero sinceramente que seja atendida a preferencia da madrasta, ou seja, apodrecer na cadeia. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

:: Publicidade

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas