SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Estudo desvenda quais são as disciplinas mais temidas do Enem

Nos últimos anos, 42% da prova cobrou conhecimentos numéricos, ou seja, com questões de porcentagem e matemática financeira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/10/2016 09:08

Agência Estado

Elas são as disciplinas mais temidas pelos alunos e as que têm menor porcentual de acertos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Mas um levantamento feito pelo Sistema de Ensino Poliedro identificou quais foram os conteúdos mais cobrados nas provas de Ciências da Natureza (que engloba Química, Física e Biologia) e Matemática nos últimos seis anos para que o aluno possa reforçar os estudos para a prova, que acontece em 5 e 6 de novembro.

Para os professores dessas quatro disciplinas, a prova do Enem passou a cobrar do aluno mais conteúdo, mas ainda exige que o candidato demonstre capacidade de contextualizar o conhecimento escolar com o cotidiano e interpretar textos, gráficos e tabelas

Franco Ramunno, professor de química do colégio Bandeirantes, na zona sul de São Paulo, disse que a prova nessa disciplina teve nos últimos anos um terço das questões sobre química orgânica. "O exame quase sempre traz questões que falam sobre água, combustíveis. É importante o aluno refazer esse tipo de exercício para que esteja preparado ao que a prova cobra." Propriedades, ligações e estruturas da água caíram em 3% das questões de 2009 a 2015.

Já em física, 8% das questões foram sobre ondas, óptica e radiação. Segundo Venerando de Oliveira, professor da disciplina no Poliedro, esses conteúdos costumam aparecer contextualizados em questões sobre telecomunicação e aplicações médicas. "A prova não é temática, mas é muito focada em assuntos que o aluno consiga ver relações com o que vê no dia a dia. O aluno também deve ler com bastante atenção os enunciados, eles não são apenas um pretexto, mas trazem informações que dão um encaminhamento para a resolução."

Leia mais notícias em Brasil

Rafael Correa, professor de física do colégio Santa Maria, na zona sul de São Paulo, disse que na reta final o aluno pode estimular um "olhar mais crítico e contextualizador" ao fazer exercícios que abordem conceitos físicos, por exemplo de força e trabalho e os esportes olímpicos.

Em Biologia, 13% das questões foram sobre ecologia e ciências ambientais, abordando acidentes ambientais e os impactos e soluções para a interferência do homem na natureza. "O Enem é uma prova muito ligada nas questões ambientais. Episódios como a tragédia de Mariana, doenças, como a dengue, zika, ou a campanha de vacinação contra o HPV, podem cair neste ano", disse Luis Gustavo Megiolaro, professor da disciplina no Poliedro.

Matemática

Já para a prova de Matemática, que ocorre no segundo dia do Enem junto com a redação, os professores alertam os alunos para que se organizem para não terem problemas com o tempo. Nos últimos anos, 42% da prova cobrou conhecimentos numéricos, ou seja, com questões de porcentagem e matemática financeira. Outros 26% da prova foram sobre conhecimentos geométricos, em que pediam para o aluno calcular áreas e volume.

"O Enem privilegia as questões que o aluno precisa interpretar o enunciado e não apenas fazer contas. É preciso atenção", disse Marco Aurélio Miola, professor de matemática do Poliedro. Ele também recomendou que o aluno leia notícias de economia e artigos científicos para que tenha mais prática ao se deparar com esses textos.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade