SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Ondas gigantes inundam orla do Rio, e ciclovia Tim Maia é interditada

Uma forte ressaca levou à interdição total da Avenida Delfim Moreira, considerado o trecho mais nobre da zona sul da cidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/10/2016 11:24 / atualizado em 29/10/2016 11:34

Agência Estado



Ondas gigantes inundaram a orla do Leblon, um dos endereços mais cobiçados do Rio, na madrugada deste sábado. Uma forte ressaca levou à interdição total da Avenida Delfim Moreira, considerado o trecho mais nobre da zona sul da cidade.

A água invadiu quiosques, danificou deque e destruiu peças de mobiliário. O asfalto amanheceu coberto de areia, impedindo a passagem dos carros. O trânsito foi interditado nos dois sentidos da avenida litorânea, entre a rua Bartolomeu Mitre e o Jardim de Alah, segundo o Centro de Operações da Prefeitura. Uma equipe de garis da Comlurb trabalhava na limpeza do local.
A Marinha do Brasil emitiu aviso de ressaca em todo o litoral do Rio até 22h deste sábado. Segundo o informe, as ondas poderiam variar de 2,5 a 4 metros de altura. Já a Prefeitura mantém o alerta de ressaca até 10h de segunda-feira, (31).

Aos banhistas é recomendado que evitem o banho de mar e a prática de esportes marinhos nas áreas afetadas, além de respeitarem a sinalização implementada aos guarda-vidas na orla da cidade.

Parte da ciclovia Tim Maia, também na orla, foi interditada preventivamente na noite de sexta-feira, no trecho entre São Conrado e Barra da Tijuca.

"A medida foi tomada devido ao registro de ondas com mais de dois metros e período de pico maior do que 15 segundos, um dos protocolos para o fechamento da ciclovia. Agentes da Defesa Civil e da Guarda Municipal atuam no local e equipes do Centro de Operações e do Alerta Rio monitoram as condições do tempo", informou o Centro de Operações da Prefeitura, em nota.

Em abril, parte da ciclovia desabou após ser atingida por ondas de ressaca, entre Leblon e São Conrado, causando a morte de duas pessoas.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade