SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Batalhão de Choque é acionado para impedir manifestantes na Alerj

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores do Sistema Penal do Rio, Gutembergue de Oliveira, "o dia de hoje é o primeiro de luta mas, se o momento (de invadir o Palácio e Alerj) chegar, nós o faremos"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/11/2016 13:42


A segurança da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) pediu reforço de policiais do Batalhão de Choque (BPChoque) por conta do protesto de servidores em frente à Casa, que começou na manhã desta terça-feira, 8, e reúne milhares de pessoas. Um vídeo feito por um funcionário da Alerj mostra manifestantes tentando entrar à força e sendo contidos por seguranças da Alerj. A intenção do ato é pressionar deputados estaduais a votar contra o pacote de medidas do governo do Estado para conter a grave crise financeira, que está na Casa desde a sexta-feira passada.

Leia mais notícias em Brasil


Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores do Sistema Penal do Rio, Gutembergue de Oliveira, "o dia de hoje é o primeiro de luta mas, se o momento (de invadir o Palácio e Alerj) chegar, nós o faremos". "Seremos o abre alas", disse.

Em discurso, outra liderança, dessa vez representantes dos policiais militares, que não se identificou, afirmou que ninguém entraria ou sairia da Alerj até que os projetos de lei do pacote de medidas contra a crise do governador Luiz Fernando Pezão fosse derrubado. Cerca de 5 mil pessoas participam da manifestação, segundo cálculos dos organizadores.


Por Agência Estado

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade