SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Temer sobre ocupações: não damos importância a elas

Assim como fez na terça-feira, 8, quando já havia criticado os estudantes em protesto, Temer disse que muitos não sabem do que se trata a PEC e a MP

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/11/2016 11:10

O presidente Michel Temer disse nesta quarta-feira, 9, ser contra as ocupações de escolas por estudantes que protestam contra a PEC que cria um teto dos gastos e a Medida Provisória que reformula o ensino médio, e que não dá importância a elas.

"A pior coisa é quando acontece isso e você dá muita importância", disse, em entrevista à Rádio Itatiaia. "Eu sou contra evidentemente", completou, repetindo que o Brasil tem usado "o argumento físico e não intelectual".

Leia mais notícias em Brasil

Assim como fez na terça-feira, 8, quando já havia criticado os estudantes em protesto, Temer disse que muitos não sabem do que se trata a PEC e a MP. "As pessoas ocupam fisicamente, entram nas escolas, mas se você for perguntar exatamente sobre o que estão combatendo, quais são os dispositivos do texto legal que estão sendo combatidos, não sei se todo mundo conhece, não", afirmou.

O presidente sugeriu que as escolas chamem os estudantes para discutir os temas. "Mas não, vamos para ocupação física e não há mais discussão. Evidentemente sou contra, mas tomo cuidado extraordinário para dizer que, pelo menos do âmbito federal, haja uma espécie de violência", afirmou. "Nossa pauta é do diálogo e do convencimento."

Temer disse ainda que os estudantes que não conseguiram fazer o Enem por conta das ocupações já têm a alternativa criada de uma nova data para a prova. "Portanto, ninguém terá prejuízo, sem embargo dos chamados ocupantes terem prejudicado muito os que desejariam fazer as provas", afirmou.

 

Por Agência Estado

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade