SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Soninha defende maconha para atenuar sofrimento de usuários de crack

Soninha também se posicionou favorável à continuidade de alguns aspectos do programa De Braços Abertos, da gestão Fernando Haddad (PT)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/11/2016 14:23


Anunciada nesta quinta-feira (10/11) pelo prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), como futura secretária de Desenvolvimento Social, a vereadora eleita pelo PPS Soninha Francine afirmou que é favorável à implementação de uma política que considere o uso da maconha como forma de atenuar o sofrimento de usuários de crack em abstinência.

Leia mais notícias em Brasil


"Dentro de um projeto de redução de danos, o uso de canabinoide como forma de reduzir o sofrimento e os efeitos da abstinência para quem usa crack. Tem pesquisas científicas em universidades federais que indicam isso", declarou a futura secretária.

Publicidade


Soninha pretende levar essa discussão ao futuro prefeito e também ao futuro secretário de Saúde, Wilson Pollara. "Não é fumar maconha para largar o crack, mas cada vez mais se admite o uso, a experiência como modo de atenuar o sofrimento do usuário", afirmou, comparando o canabinoide à mofina. "Alguém é contra o uso da mofina para o tratamento do câncer?"

Vouchers


Soninha também se posicionou favorável à continuidade de alguns aspectos do programa De Braços Abertos, da gestão Fernando Haddad (PT).

A futura secretária, no entanto, pretende alterar algumas regras em vigor, como o pagamento em dinheiro ao usuários de crack, que trabalham na limpeza da cidade. Ela pretende trocar o pagamento de dinheiro por vouchers que dariam a esse usuário a chance de participar de eventos esportivos ou culturais.

Outra posição declarada por Soninha é a volta das tendas para auxiliar moradores de rua e dependentes químicos durante o dia. Essa política, criada pelo então prefeito Gilberto Kassab (PSD), foi reduzida por Haddad.

As tendas são espaços públicos que oferecem ao morador de rua a oportunidade de tomar banho, ter contato com assistentes sociais e guardar seus pertences.

Por Agência Estado

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade