SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Corretor suspeito de matar ex-mulher confessa assassinato a delegado em MG

Gabrich está preso no Centro de Remanejamento Prisional (Ceresp), em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/11/2016 14:43

Acusado de matar a ex-mulher, o corretor de imóveis Hugo Gabrich, de 50 anos, confessou ser o assassino de Edna Amaralina Silva, de 28 anos. A declaração foi dada ao delegado Mateus Cobucci, da Delegacia de Homicídios de Minas Gerais. Gabrich foi preso nesta sexta-feira (18).

A confissão, no entanto, não ocorreu dentro de um depoimento, já que as investigações estão a cargo da polícia de São Paulo. Segundo informações da Polícia Civil mineira, a declaração foi dada durante o procedimento para cumprimento de mandado de prisão contra o corretor de imóveis nesta sexta. 

Gabrich está preso no Centro de Remanejamento Prisional (Ceresp), em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Além do assassinato da ex-mulher, o corretor teria baleado o acompanhante dela, um empresário de 42 anos. O crime ocorreu na madrugada do último dia 12, na zona sul de São Paulo.

O corretor pode ser transferido ainda neste sábado (19), para a capital paulista. A Secretaria de Defesa Social de Minas Gerais, no entanto, coloca sob sigilo o deslocamentos de presos. 

Segundo informações da Polícia Civil de Minas Gerais, o advogado de Gabrich procurou a corporação ontem para informar que o cliente estava internado em um clínica na zona sul da capital mineira em tratamento por depressão. Agentes foram enviados ao local e, à noite, o corretor de imóveis foi ouvido na Delegacia de Homicídios. Em seguida, encaminhado ao Ceresp de Contagem.

Gabrich aparece em imagens das câmeras de segurança do prédio de Edna, que morreu com quatro tiros. O ex-marido teria aproveitado a entrada de um entregador no prédio para acessar o edifício. 

O acompanhante foi alvejado duas vezes e está internado. O empresário não teve o nome revelado. Conforme informações de familiares de Edna, o casal tinha um relacionamento conturbado. Um dia antes da morte da ex-mulher, Gabrich havia pedido demissão na imobiliária em que trabalhava, nos Jardins.

Por Agência Estado

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade