SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Vice 'opositor' da CBF, Delfim Peixoto estava no voo da Chapecoense

Delfim de Pádua Peixoto Filho comandava a Federação Catarinense desde 1985 e pleiteava assumir a presidência da CBF

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/11/2016 09:27 / atualizado em 29/11/2016 09:48

FCF/Divulgação


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou na manhã desta terça-feira (29/11) que Delfim Peixoto, vice-presidente da entidade para a região Sul, estava no avião que caiu nas proximidades de Medellín nesta madrugada. O dirigente, opositor ao presidente Marco Polo del Nero, não está na lista de cinco sobreviventes. Os mortos ainda não foram confirmados nominalmente.

Peixoto pleiteava assumir a presidência da entidade quando Marco Polo del Nero foi afastado, no ano passado. O presidente da Federação Catarinense de Futebol, então com 74 anos, era o vice-presidente mais velho e deveria ficar com o cargo. Mas Del Nero conseguiu tornar vice o Coronel Nunes, do Pará, então com 77, que depois assumiu o comando da CBF.

Na lista divulgada pela Chapecoense, Peixoto era um dos três convidados do clube para viajar a Medellín. Os demais eram o prefeito reeleito de Chapecó, Luciano Buligon (PSB-SC) e o deputado estadual Gelson Merisio (PSD-SC), presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, que não embarcaram. 

Delfim de Pádua Peixoto Filho comandava a Federação Catarinense desde 1985. Antes, cumpriu três mandatos na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, sendo o deputado mais votado em 1974, pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB).
 
Por Agência Estado 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade