No Twitter, presidente Santos lamenta morte em tragédia aérea na Colômbia

Ele declarou solidariedade às famílias das vítimas. Mais de 70 pessoas morreram na queda do avião que levava a delegação para Medellín

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/11/2016 10:50

 

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, publicou no perfil dele no Twitter um laço banco, sobre um fundo escuro e o escudo da Chapecoense, além de uma mensagem alusiva ao acidente. "Uma tragédia que nos enluta. Lamentamos pelo acidente de avião que transportava a Chapecoense. Solidariedade com a família das vítimas e com o Brasil", escreveu o líder, também Nobel da Paz, por volta das 10h desta terça-feira (hora de Brasília). "O diretor da Unidade Nacional para a Gestão de Risco de Desastres, Carlos Iván Márquez, confirma seis sobreviventes do acidente da Chapecoense. Fazemos votos de que sejam mais."

 

A aeronave, da companhia venezuelana Lamia, de matrícula CP 2933, levava 81 pessoas a bordo: 72 passageiros e nove tripulantes, de acordo com a Aeronáutica Civil colombiana. O avião seguia com a delegação para Medellín, onde o time disputaria, nesta quarta-feira (30/11), a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional da Colômbia. A queda ocorreu nas proximidades de Medellín, pouco antes de chegar ao destino. Uma das possibilidades é o avião ter sofrido pane elétrica.

 

Chovia muito na região no momento da queda. Uma das possibilidades é o avião ter sofrido pane elétrica, mas há a possibilidade de a aeronave ter sofrido pane seca também, que ocorre quando a aeronave fica sem combustível. O avião teria perdido o contato com a torre de controle às 22h15 (1h15 no horário de Brasília). O pedido de socorro foi emitido entre as cidades de Ceja e Lá Unión. A aeronave fez uma parada em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, depois de decolar do Brasil. Na emergência do voo, o piloto teria aberto os tanques de combustível para evitar a explosão da aeronave na queda. A região do acidente é montanhosa. O avião teria caído a 25 quilômetros da cabeceira da pista do aeroporto de destino e não explodiu, de acordo com informações de paramédicos. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.