SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Dirigente não viajou com Chapecoense porque teve mau pressentimento

"Eu não estava bem comigo mesmo", diz Ivan Tozzo, novo presidente do time de futebol

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/11/2016 19:07 / atualizado em 30/11/2016 21:15

Marcos Paulo Lima - Enviado especial , Breno Fortes (Fotos) - Enviado espacial

Chapecó (SC) — Ivan Tozzo, novo presidente da Chapecoense, disse na entrevista coletiva que concedeu na quarta-feira (30), que não viajou com o time no voo trágico porque teve um mau pressentimento. Até a terça-feira, ele era vice-presidente da equipe.

"Eu estava com um mau pressentimento. Não que o avião cairia, era uma questão pessoal. Eu não estava bem comigo mesmo. Falei com o Décio, diretor financeiro, que coordena tudo sobre pagamentos. Nós tínhamos combinado tudo para a viagem. Ficamos num restaurante na Argentina até as 3h da manhã (na semifinal). Mas, sábado de manhã, eu liguei pra ele e disse que não iria", contou.

Tozzo disse que não assume o clube a contragosto. "Estou desde 2008 na Chapecoense. Agora que vai precisar mais de mim, não posso sair. Restaram poucas pessoas. Nosso companheiros se foram. Só restaram cadeiras na sala de reunião", disse, com a voz embargada.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade