SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Presidente da Funai deve deixar o cargo nos próximos dias

Motivo da saída de Antônio Fernando Costa seria a pressão que ele tem recebido para nomear apadrinhados políticos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/04/2017 18:10 / atualizado em 20/04/2017 18:34

Antônio Fernando Costa deve deixar o cargo de presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai) e passa a vaga para o ministro da Justiça Osmar Serraglio (PMDB). Até a publicação desta reportagem, os interlocutores do presidente Michel Temer negam a informação, mas integrantes do PSC já dão como certa a substituição pois Serraglio estaria se queixando muito da pasta. A vaga é do PSC, que deve indicar o novo nome. A confirmação da exoneração de Antônio Costa só se dará mediante a sua publicação no Diário Oficial, ainda sem previsão. 


O motivo da saída de Antônio Costa seria a pressão que ele tem recebido para nomear apadrinhados políticos. De acordo com o presidente do Instituto Socioambiental, Márcio Santilli, "o presidente já estaria esperando a demissão faz tempo e é um absurdo esse loteamento político enquanto os índios passam necessidade". 
 
A Funai perdeu, só neste ano, 347 cargos por meio de decreto, assinado pelo presidente Michel Temer, e sofre com severos cortes de orçamento há mais de dez anos. O corte deste ano foi de mais de R$ 18 milhões. 
 
Antônio Costa estava à frente da Funai desde 17 de janeiro, quando tomou posse. Procurado pelo Correio,  o presidente não havia se pronunciado sobre o assunto até a publicação desta reportagem.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.