Michel Temer viaja para visitar áreas alagadas em Maceió e Recife

O presidente Temer fará uma visita à região ainda neste domingo (28/5)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/05/2017 14:10 / atualizado em 28/05/2017 14:44

Pei Fon/ Secom Maceió

O presidente Michel Temer cancelou a reunião que teria hoje à tarde com a equipe econômica para fazer uma viagem para Maceió e Recife, cidades duramente afetadas pelas chuvas. A comitiva presidencial deve embarcar às 15h00, segundo fontes.

A reunião cancelada seria com os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira, e o novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro.


Vítimas 


O Instituto de Medicina Legal Estácio de Lima de Alagoas identificou duas das quatro pessoas que morreram em decorrência de soterramentos em Maceió após as fortes chuvas que atingiram a cidade. As vítimas são uma criança, duas mulheres e um homem.

Marli Santana de Oliveira, 48 anos, natural de São Paulo, é uma das duas mulheres que morreram soterradas, e a outra vítima é Benedito Valdevino da Silva, 56 anos, natural de Atalaia (AL)..Além dos quatro óbitos, o Corpo de Bombeiros de Alagoas registrou o resgate de 33 pessoas na capital do estado.

Segundo a corporação, prefeituras de cidades próximas a Maceió ainda estão fazendo o levantamento de desabrigados. Em Marechal Deodoro, a 28 quilômetros da capital, o nível da lagoa aumentou. A estimativa é que a inundação tenha deixado entre 150 e 300 desabrigados.

De acordo com a Defesa Civil, em oito horas, choveu 55,8 milímetros (mm) na capital do estado. Em dias normais do período chuvoso, a média é 12 mm. Em todo o mês, foram registrados 567,6 mm de chuva, número 48,5% maior que os 382,2 mm esperados. Este é o maio mais chuvoso em Maceió desde 2010.

Situação de emergência


Em decorrência das fortes chuvas que atingem Maceió nos últimos dias, a prefeitura decretou ontem (27) situação de emergência e estado de calamidade pública na capital alagoana. O decreto, assinado pelo prefeito Rui Palmeira e já em vigor, circula em edição extraordinária do Diário Oficial do Município e atende solicitação da Defesa Civil da cidade, em conjunto com a Secretaria Municipal de Governo.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.