Grávida é encontrada morta ao lado de bilhete 'o filho não é meu'

A PM procura o principal suspeito do crime, o namorado da vítima

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/06/2017 15:27

O assassinato da jovem Tatiane Kátia Gomes, de 23 anos, grávida de 5 meses encontrada morta com sinais de estrangulamento em Rio Espera, na Zona da Mata mineira, engrossa as estatísticas de feminicídio. Ao lado da jovem, a Polícia Militar encontrou um bilhete com a mensagem "o filho não é meu". A PM procura o principal suspeito do crime, o namorado da vítima, também de 23 anos.


De acordo com o boletim de ocorrência,os pais da vítima conversaram com ela pela última vez, quando Tatiane disse que iria se encontrar com o namorado, na quinta-feira (8/6). A jovem avisou que não iria demorar, mas não voltou para casa. Preocupados, na sexta-feira os pais decidiram ir até o condomínio Sítio dos Amantes, onde o jovem mora, em busca de notícias da filha.

No local, ninguém respondeu. A casa estava fechada e parecia vazia, porém, a mãe conseguiu ver por uma das janelas a filha deitada em uma cama. Ela chamou por Tatiane diversas vezes, mas como não teve resposta, ligou para a polícia.

Segundo a PM, a corporação precisou arrombar as portas da cozinha e do quarto, que estavam trancadas sem sinais de qualquer invasão. O namorado não estava no imóvel. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado, mas a jovem já estava morta com sangramentos na boca e no nariz.

Ainda de acordo com a corporação, peritos constataram que a morte teria sido provocada por esganamento. Ao lado do corpo da grávida, foi encontrado o bilhete com os dizeres "o filho não é meu".  Desde a data do crime, a PM informou que faz buscas em cidades próximas para localizar o principal suspeito. Mas, até o momento, o homem não foi preso.  A ocorrência foi encerrada na 9ª DP de Ouro Branco.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.