Comissão aprova projeto que impede corte de água e luz de pessoas carentes

Os usuários beneficiados devem receber de um até três salários mínimos mensais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/06/2017 18:40 / atualizado em 14/06/2017 19:59

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços, da Câmara dos Deputados, aprovou, nesta quarta-feira (14/6), a proposta que impede o corte no abastecimento de água e de energia elétrica da casa de pessoas de baixa renda e em locais de serviços públicos fundamentais à população. A medida vale mesmo em caso de falta de pagamento da fatura. Os usuários beneficiados devem ter renda mensal familiar de até três salários mínimos, ou seja, R$ 2811. 
 

Aos usuários carentes, o Projeto de Lei 4176/08, do deputado Vinicius Carvalho (PTdoB-RJ), determina a manutenção de cota mínima de fornecimento dos serviços. Ainda segundo o texto aprovado, a interrupção só poderá ocorrer com ordem judicial –nunca em véspera de feriado ou de fim de semana. 

Na justificativa, o deputado explica que a continuidade na prestação dos serviços de água e de energia elétrica é um direito dos usuários previsto na legislação. Todavia, essa garantia não é absoluta, "uma vez que a mesma lei estabelece que não se caracteriza como descontinuidade do serviço a sua interrupção, após prévio aviso, por inadimplemento do usuário". 

Carvalho ressalta ainda que falta qualquer tipo de isenção ou anistia para as pessoas de baixa renda, que visa "apenas impedir a privação de serviços essenciais ". A legislação atual (Lei 11.445/07) autoriza a interrupção por falta de pagamento, após notificação prévia da concessionária. 

Tramitação

O projeto ainda será analisado conclusivamente pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
José
José - 15 de Junho às 12:36
Na atual situação econômica do País, todos nos vamos enquadrar como pessoas carentes, pois, depois de diversos reajustes, a conta de água e luz estão extrema mentes altas.
 
Vaneide
Vaneide - 14 de Junho às 21:20
Que gesto bonito e muito humano concordo com esta decisão, e finalmente uma decisão pra ajudar pessoas sem condições muitos estão passando fome.