Suspensão da emissão de passaportes pela PF deixa turistas apreensivos

Em posto de emissão de passaportes no DF, pessoas se mostravam preocupadas e criticavam o que acham ser um erro de administração do governo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/06/2017 16:16 / atualizado em 28/06/2017 16:46

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press

 

O anúncio de que a Polícia Federal suspendeu por tempo indeterminado a emissão de novos passaportes a partir da última terça-feira (27/6) deixou muita gente preocupada quanto à possibilidade de não conseguir fazer uma viagem ao exterior.

 

Nesta quarta-feira (28), o clima era de apreensão no posto de atendimento da Polícia Federal em Recanto das Emas. A estudante Vitória Régia Campelo, que foi ao local acompanhada do pai, José Nilton, lamentava ter agendado a solicitação justamente para o dia seguinte ao anúncio, ficando, assim, sem a certeza de que obterá o passaporte a tempo.

 

Ela iniciará um intercâmbio no Uruguai em agosto. Apesar de brasileiros não precisarem de passaporte para entrar no país vizinho, há uma orientação que pede para intercambistas levarem o documento. Ao saber da suspensão, a jovem chegou a chora com medo de não conseguir viajar. Depois, preferiu pensar positivo: "A expectativa é que seja emitido até lá".

 

Tire suas dúvidas sobre como fica a emissão de passaportes 

 

Já Claudia Melo, professora da UnB, respirava aliviada por ter iniciado o processo há alguns dias e hoje só precisou pegá-lo. Assim, garante a participação em um congresso sobre computação em Boston, nos EUA, no mês que vem.

 

A Polícia Federal informou que a medida se tornou necessária devido a um problema na programação orçamentária. Hoje, o governo federal anunciou o encaminhamento ao Congresso de um projeto de lei propondo a abertura de crédito suplementar à Lei Orçamentária Anual (LOA) no valor de R$ 102,3 milhões. O valor servirá para que o Ministério da Justiça e Cidadania garanta a retomada das emissões.

 

Para algumas pessoas que estavam no posto da PF, o episódio é resultado de uma falha do governo. O casal Naila e Hamilton Rodrigues acreditam que a decisão é resultado de uma "deficiência administrativa". Apesar do transtorno, os dois estavam tranquilos, porque só têm programada uma viagem ao Chile, país que não exige passaporte de brasileiros. A contadora Vangivalda Santana era outra que, apesar de não ter urgência para receber o documento de viagem, criticou a situação. "A favor (das suspensões) não somos, mas o que podemos fazer?", afirmou.

 

Veja a lista de países onde brasileiros podem entrar sem passaporte

 

O episódio serviu ainda como mais um capítulo da queda de braço entre Michel Temer e membros do Ministério Público. Na manhã de hoje, o procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima, um dos responsáveis pela Operação Lava-Jato no Paraná, citou a suspensão para criticar o presidente. "O governo Temer sufoca a Polícia Federal. Nem dinheiro para a emissão de um documento necessário como o passaporte", escreveu o procurador em sua página no Facebook. "Imagine como está a continuidade das diversas investigações pelo País."

 

* Estagiário sob supervisão de Humberto Rezende 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Edison
Edison - 29 de Junho às 08:36
Este fato para mim é mais um na longa lista de falta de respeito para com o cidadão brasileiro feito por nossas autoridades constituídas. Que povinho mais submisso e otário. Quantos arcarão com prejuízos! Lamentável Brasil!