Joesley Batista é internado em São Paulo sem previsão de alta

Enquanto o executivo está no Hospital Albert Einsten, os ministros da Suprema Corte decidem sobre a validade do acordo da delação feita por ele a Janot

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/06/2017 20:02 / atualizado em 28/06/2017 20:19

AFP PHOTO / BRAZIL PHOTO PRESS / VANESSA CARVALHO

 
O empresário Joesley Batisa, um dos sócios do grupo JBS e autor da delação que resultou na abertura do inquérito contra o presidente Michel Temer, foi internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. 
 

A assessoria de imprensa do hospital confirmou a internação, mas não informou os motivos, pois "o paciente pediu privacidade". A JBS, por sua vez, disse que ele está internado desde terça-feira (27/6) por causa de dores no nervo ciático e não há previsão de alta.  
 
O executivo está no Brasil desde o último 11 de junho. Ele havia deixado o país em jatinho particular pouco depois da divulgação de gravações feitas por ele de uma conversa com Temer. Joesley ficou em Nova Iorque, nos Estados Unidos, por quase um mês. A delação premiada foi feita ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
 
Na segunda-feira (26/6), Janot apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma denúncia contra Temer e contra seu ex-assessor e ex-depurado federal Rodrigo, por corrupção passiva. A Corte vai decidir nesta quarta sobre a validade do acordo de delação. 
 
Já nesta quarta (28/6), o ministro do STF Edson Fachin resolveu encaminhar diretamente à Câmara dos Deputados a denúncia oferecida pela PGR. Fachin decidiu que não cabe à Suprema Corte, neste momento, ouvir a defesa do presidente Michel Temer. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Terezinha
Terezinha - 04 de Julho às 12:12
Não desejo o desencarne, pois tem de pagar pelos seus erros aqui, mas gostei do comentário do Marcelo...
 
marcelo
marcelo - 30 de Junho às 11:25
Que desencarne, quem nao se preocupou com o pais quando fez o que fez, nao merece consternação
 
Lambreta
Lambreta - 30 de Junho às 09:46
Ele está no lugar certo para ser silenciado!