Artista brasileiro que sofreu ataque de ódio receberá alta no sábado

Rafael Lucas Gonçalves foi espancado em rua de Berlim e teve o maxilar, o nariz e alguns ossos da face quebrados. Ele precisou passar por cirurgia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/08/2017 17:54 / atualizado em 11/08/2017 18:31

Reprodução/Facebook

 
O artista circense gaúcho Rafael Lucas Gonçalves, que teve o rosto desfigurado após sofrer um ataque de ódio em Berlim, vai receber alta neste sábado (12/8). Ele está internado desde o domingo passado (6/8), quando foi agredido. A informação é do ministro Roberto Avelar, embaixador do Brasil na Alemanha.
 
 
Pikapau, como é conhecido pelos amigos de circo, foi espancado e quebrou o maxilar, o nariz e alguns ossos da bochecha. Ele precisou colocar uma placa de titânio na face, em uma cirurgia realizada na quarta-feira (9/8). Ele ficará na capital alemã por, ao menos, mais um mês, hospedado na casa de amigos. 

Em entrevista ao Correio, Avelar afirmou que o chefe consular da embaixada no país visitou Rafael na sexta-feira (11/8) e disse que o artista "está bem, na medida do possível, se recuperando da cirurgia". Ele ressaltou ainda que a embaixada está prestando toda a assistência necessária a Rafael. Questionado sobre um possível apoio para que a família de Pikapau possa visitá-lo em Berlim, o ministro contou que não recebeu nenhuma ligação de qualquer parente do artista e "desconhece a relação da família com ele e suas condições financeiras para viajar".
 

Um preso 


Segundo Avelar, não há mais detalhes sobre a investigação policial instaurada no país, apenas que um dos suspeitos está preso. No entanto, diz que a embaixada "está mantendo contato direto com a polícia alemã para saber os desdobramentos do caso". Ele ressalta que as autoridades estão tomando todas as providências possíveis para punir os responsáveis pelo crime de ódio. Além disso, todas as informações sobre o caso estão sendo repassadas à produtora do festival cultural de arte de rua, que tem o contato direto com Pikapau. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
filomena
filomena - 11 de Agosto às 19:25
Provavelmente foi confundido com um islamico dos pases arabes