Um dia após megaoperação policial, Morro dos Macacos amanhece com tiroteios

Atemorizados, moradores evitaram sair às ruas neste sábado e o comércio está fechado. "Esse morro está amaldiçoado", disse uma jovem por meio de rede social

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/10/2017 10:43

Mauro Pimentel
Moradores do Morro dos Macacos, na Vila Isabel, zona norte do Rio de Janeiro, relatam que intensas trocas de tiros são ouvidas na comunidade desde a madrugada deste sábado (7). Conforme as publicações em redes sociais, a favela amanheceu ao som de disparos de armas pesadas, com ruas vazias e comércios fechados por causa do temor da população. Até as 7 horas, não havia registro de mortos ou feridos.


Os tiroteios ocorrem menos de 24 horas depois de uma megaoperação policial, com apoio das Forças Armadas, na qual 12 criminosos foram detidos. "Dá pra ouvir aqui do Grajaú!! É guerra", disse um morador em comentário no Facebook, onde foram divulgados vídeos com o barulho dos tiros. 

"Que Deus proteja nosso Morro dos Macacos que estava na maior paz", publicou uma jovem no Twitter. "Esse morro tá amaldiçoado, vou te contar", afirmou outra menina.
 

Nenhuma operação especial é realizada na comunidade, de acordo com as primeiras informações da Polícia Militar do Rio. O efetivo de policiais, no entanto, permanece reforçado em virtude das buscas por criminosos envolvidos na invasão da Rocinha, no fim de setembro.

Na madrugada desta sexta-feira, na Rocinha, outro tiroteio deixou ao menos dois criminosos mortos e uma adolescente ferida por bala perdida. Na semana passada, logo após o fim do cerco militar na favela, dois adolescentes foram torturados por integrantes de uma das facções que disputam o controle do tráfico na região. Os criminosos envolvidos no confronto teriam se espalhado por outras favelas do Rio, como o Morro dos Macacos e o Morro São Carlos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.