Pais de alunos fazem vigília em frente ao colégio onde houve atentado

Eles levaram velas ao local em homenagem aos mortos e feridos no ataque contra estudantes da unidade de ensino

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/10/2017 20:41 / atualizado em 20/10/2017 21:57

Luís Nova/Esp.CB/DA Press
 
Cerca de 50 pais de estudantes e moradores do bairro onde fica o Colégio Goyazes, em Goiânia, fazem uma vigília na noite desta sexta-feira (20/10). Eles ascenderam velas em frente ao portão da escola e rezaram pelos mortos e feridos no ataque de um estudante, que atirou contra colegas do oitavo ano. 
 
 
Emocionados, país, ex-alunos e vizinhos do prédio da unidade de ensino cantaram músicas religiosas e fizeram orações. A enfermeira Magda Carvalho, de 51 anos, foi até o local, mesmo ainda assustada com a situação. "Minha filha de 13 anos saiu da escola 10 minutos antes de tudo acontecer. Poderia ter sido com qualquer uma das nossas crianças. O que podemos fazer agora e pedir conforto para os parentes dos que morreram e força para os que ficaram feridos", conta.
 
 

A vigília começou assim que a Polícia Militar retirou a fita de isolamento que bloqueava o acesso ao colégio. A intenção dos moradores é ficar durante toda a noite no local, em um gesto de solidariedade com as vítimas. 
 
 
 

 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.