Publicidade

Estado de Minas

Polícia prende suspeito de matar jovem em Minas Gerais após carona

Autor do crime, de 33 anos, disse aos investigadores que tinha a intenção de roubar o carro de Kelly Cristina Cadamuro, de 22, mas disse que matou a vítima e jogou o corpo em um rio a 20 Km de Frutal


postado em 03/11/2017 09:29

Segundo parentes, Kelly teria ido a Itapagipe, no Triângulo, visitar o namorado, que é engenheiro civil (foto: Reprodução/Facebook)
Segundo parentes, Kelly teria ido a Itapagipe, no Triângulo, visitar o namorado, que é engenheiro civil (foto: Reprodução/Facebook)
 
Está preso o homem apontado pela Polícia Civil como o assassino da jovem paulista Kelly Cristina Cadamuro, de 22 anos, encontrada morta na beira de um rio a 20 quilômetros de Frutal, no Triângulo Mineiro, nesta quinta-feira. 


Jonathan Pereira do Prado, de 33 anos, foi preso no estado de São Paulo e levado para o plantão da Polícia Civil em Frutal. Ele informou aos policiais que teve a ideia de roubar o carro da jovem ao ver o anúncio da carona. Inicialmente, o autor do crime disse que iria com a namorada, mas na hora do encontro para a viagem disse que ela tinha desistido e insistiu para ir sozinho.

Ainda segundo a assessoria da polícia, no meio do caminho, ele pediu que Kelly parasse o carro para que ele pudesse urinar, momento em que anunciou o roubo. O assassino alegou aos policiais que matou a jovem e jogou o corpo em um rio após ela reagir ao crime.

A jovem morava em Guapaiaçu, na região de São José do Rio Preto, e estava desaparecida desde a tarde de quarta-feira, 1º, quando combinou a viagem pelo Whatsapp para Minas Gerais. Segundo a Polícia Militar, ela estava seminua, com a cabeça mergulhada em um córrego. A calça que usava foi achada a três quilômetros do local. A perícia vai indicar se ela sofreu violência sexual.

Kelly foi vista pela última vez em um posto de combustíveis na BR-153, onde fez contato com a família. Câmeras de uma praça de pedágio também identificaram o carro da jovem com ela dirigindo na ida e o mesmo veículo com um homem ao volante na volta. 

O veículo foi achado sem as rodas, som e equipamentos, em uma estrada rural entre Rio Preto e Mirassol. O corpo da jovem foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) e reconhecido pelos familiare (com Agência Estado).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade