Última vítima de ataque em colégio em Goiânia recebe alta da UTI

Isadora foi transferida para o Centro Estadual de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo, também em Goiânia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/11/2017 17:35

Luis Nova/Esp. CB/D.A Press
Internada há 21 dias na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital de Urgência de Goiânia (Hugo), a estudante Isadora de Morais, de 14 anos, ferida a tiros por um colega em uma escola particular da capital goiana, recebeu alta no fim da manhã desta quinta-feira (9/11). Atingida na coluna por um dos disparos, o que provocou a perda dos movimentos das pernas, Isadora foi transferida para o Centro Estadual de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo, também em Goiânia.

Isadora era a última dos cinco estudantes alvejados no dia 20 do mês passado que ainda estava hospitalizada. Ela levou três tiros, teve os pulmões perfurados, e seu estado de saúde foi considerado gravíssimo. Antes da alta, o hospital divulgou boletim médico informando que a jovem permanecia na UTI, em estado regular, orientada, consciente e respirando de forma espontânea.

Além de Isadora, cinco adolescentes foram atingidos pelo colega de classe, um adolescente de 14 anos, enquanto assistiam à aula no Colégio Goyases. João Vitor Gomes e João Pedro Calembo, ambos de 13 anos, morreram.

Três dias após o ataque, o autor dos disparos foi transferido para um centro de internação provisória. A internação foi recomendada pelo Ministério Público e determinada pela Justiça do estado.

Filho de policiais militares, o estudante, que alegou sofrer bullying dos colegas, ficará internado até o julgamento do caso pelo Juizado da Infância e Juventude, conforme previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente. Por medida de segurança, a advogada do jovem, Rosângela Magalhães, não informou para qual unidade ele foi transferido.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.