Jornal Correio Braziliense

Governo reconhece situação de emergência em 14 municípios de Minas Gerais

Os municípios reconhecidos são Abre Campo, Caeté, Lajinha, Nova Serrana, Pedro Leopoldo, Piedade de Ponte Nova, Ponte Nova, Raul Soares, Rio Casca, Santa Cruz do Escaldado, Santo Antônio do Grama, São José do Mantimento, São Pedro dos Ferros e Urucânia

Estado de Minas
Cidades da Zona da Mata foram as que mais sofreram com a chuva - Foto: Ramon Lisboa/EM/D.A.Press
 
As ações para mitigar os danos nas cidades mineiras atingidas por chuva intensa nos últimos dias vão
acontecer de forma mais rápida. O Ministério da Integração Nacional reconheceu, nesta quinta-feira, a situação de emergência em 14 municípios atingidos por temporais, vendavais e granizos. O ato foi por procedimento sumário, que ocorre com base apenas no requerimento e no decreto de emergência do Estado ou município e tem o objetivo de acelerar as ações federais de resposta ao desastre, considerado de alta intensidade.
 
Leia as últimas notícias de Brasil 
 
Os municípios reconhecidos são Abre Campo, Caeté, Lajinha, Nova Serrana, Pedro Leopoldo, Piedade de Ponte Nova, Ponte Nova, Raul Soares, Rio Casca, Santa Cruz do Escaldado, Santo Antônio do Grama, São José do Mantimento, São Pedro dos Ferros e Urucânia. O reconhecimento do Ministério da Integração permite ampliar as ações de assistência e reconstrução das áreas prejudicadas. 

Nesta quinta-feira, o presidente Michel Temer recebeu, no Palácio do Planalto, prefeitos de cidades mineiras que foram fortemente atingidas pelas chuvas nas últimas semanas. Os gestores de Rio Casca, Contagem, Caeté, Ribeirão das Neves e São João del Rei apresentaram ao presidente informações sobre a situação de calamidade dos municípios. 
 
Segundo Juninho Martins (PSC), prefeito de Ribeirão das Neves, uma das cidades mais afetadas, Temer autorizou a liberação de recursos para reconstruir as áreas danificadas e dar assistência às famílias desabrigadas. Devem ser liberados de R$ 500 mil a R$ 1 milhão, mas ainda não há data definida para a transferência do dinheiro.

O ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, e o Secretário Nacional da Defesa Civil, Renato Newton, também participaram da reunião. Eles foram à região no início da semana para checar o impacto das chuvas e levantar as necessidades mais urgentes, para dar prosseguimento ao apoio federal. 

As fortes chuvas ocasionaram a morte de seis pessoas. Em algumas cidades, ainda há pessoas desaparecidas.