Publicidade

Estado de Minas

Brasil é o terceiro país do mundo com maior número de pessoas presas

Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias mostra que a população prisional no Brasil chegou a 726 mil; déficit ainda é de 358 mil


postado em 08/12/2017 10:18 / atualizado em 08/12/2017 11:19

55% dos presos tem entre 18 e 29 anos(foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
55% dos presos tem entre 18 e 29 anos (foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
 
O Brasil é o terceiro país no mundo com maior número de pessoas presas, segundo o Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen).  A população carcerária chegou a 726,7 mil em todo o país no mês de junho de 2016. Desse número,  5,8% são mulheres. O relatório foi divulgado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, na manhã desta sexta-feira (8/12). 


A estimativa, no entanto, é que 78% dos estabelecimentos penais comportem mais presos do que o número de vagas disponíveis. Segundo o relatório, há um déficit de 358 mil vagas. Isso significa dizer que há dois presos para cada uma vaga no sistema prisional. Em dezembro de 2014, o déficit era de 250 mil. 

O estudo também mostra que a maior taxa de ocupação é registrada no Amazonas (484%). Do porno de vista internacional, o país só perde para os Estados Unidos e a China. 

Entre outros dados, 55% dos presos têm entre 18 e 29 anos. E 64% da população prisional é composta por pessoas negras. Sob o ponto de vista educacional, 75% não chegou ao ensino médio, e menos de 1% possui graduação. 

No total, há 42,3 mil mulheres presas no Brasil, sendo que 62% dos crimes estão ligada ao tráfico de drogas. 
 
A população prisional chegou a 726,7 mil pessoas em todo o país no mês de junho de 2016, segundo Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen). Desse número, 5,8% são mulheres. O déficit é de mais de 358 mil vagas. O relatório foi divulgado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, na manhã desta sexta-feira (8/12).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade