Publicidade

Estado de Minas

Presídio de Aparecida de Goiânia será vistoriado nesta quarta-feira

A determinação da ministra Cármen Lúcia foi dada após uma rebelião na unidade na segunda-feira (1°/1), que resultou em nove mortes e 99 fugas


postado em 03/01/2018 08:11

A situação no momento está controlada e os detentos feridos já receberam atendimento médico e retornaram para a unidade(foto: Claudio Reis/O Popular/AFP)
A situação no momento está controlada e os detentos feridos já receberam atendimento médico e retornaram para a unidade (foto: Claudio Reis/O Popular/AFP)

Após a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, determinar nessa terça-feira (2/1) que o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) envie ao conselho, em 48 horas, relatório sobre as condições do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária de Goiás informou que o local será vistoriado nesta quarta-feira (3/2).

De acordo com a secretaria, a unidade prisional passou por uma revista padrão no fim de outubro de 2017. 

A determinação da ministra foi dada após uma rebelião na unidade na segunda-feira (1°/1), que resultou em nove mortes e 99 fugas. De acordo com a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária de Goiás, os presos da Colônia Agroindustrial, do regime semiaberto, que estavam na ala C do complexo prisional, invadiram as alas A, B e D, o que levou ao confronto entre grupos rivais.

De acordo com órgão estadual, a situação no momento está controlada e os detentos feridos já receberam atendimento médico e retornaram para a unidade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade