Publicidade

Estado de Minas

Para não demitir, empresa ensina funcionários analfabetos a ler e escrever

Deficiência educacional dos funcionários de serviços gerais só foi descoberta após imposição de relatórios sobre limpeza do banheiro


postado em 09/01/2018 12:54 / atualizado em 09/01/2018 13:02

Os funcionários já conseguem escrever os próprios nomes, aprender algumas palavras e até mesmo escrever cartas(foto: Reprodução/Facebook)
Os funcionários já conseguem escrever os próprios nomes, aprender algumas palavras e até mesmo escrever cartas (foto: Reprodução/Facebook)

Uma empresa que personaliza e fornece salas para outras empresas decidiu alfabetizar funcionários de serviços gerais que não sabiam ler e escrever na cidade de São Paulo. A ideia surgiu depois que diretores da empresa passaram a instituir relatórios de limpeza em uma das unidades. Uma semana depois, eles perceberam que não só os relatórios vinham de forma incompreensível, como também os banheiros ficavam cada vez mais sujos. “Não entendi nada e ai nos reunimos. A descoberta foi que 50% do time (terceirizado) era iletrado. E que o moço do banheiro largava o serviço dele para preencher o maldito relatório”, afirmou em publicação nas redes sociais a funcionária Nátaly Bonato.
 

Foi aí que a coordenação da empresa decidiu pedir ajuda: como forneciam salas e “workplaces” para diversos tipos de serviço, chamaram a professora de uma das filiais, que passou a dar aulas para três funcionários duas vezes por semana por mais de cinco meses. O tempo foi suficiente para que eles conseguissem escrever os próprios nomes, aprender algumas palavras e até mesmo escrever cartas. “Em dias bons ou difíceis são estes momentos que fazem levantar”, comentou a funcionária na publicação, que teve centenas de reações em poucos dias.
 
 
 
 
Via Curiosamente 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade