Publicidade

Estado de Minas

Motorista que atropelou 17 no Rio não estava alcoolizado, diz polícia

Segundo o próprio motorista, ele sofre de epilepsia e teve um ataque no momento em que dirigia. Policiais encontraram no veículo medicamentos utilizados para tratar a doença


postado em 19/01/2018 08:55

Em sua carteira de motorista, estão registradas 14 multas, que somam 62 pontos em infrações(foto: Carl de Souza/AFP)
Em sua carteira de motorista, estão registradas 14 multas, que somam 62 pontos em infrações (foto: Carl de Souza/AFP)

O motorista Antonio Almeida Anaquim, que atropelou 17 pessoas nessa quinta-feira (18/1) à noite em Copacabana, não estava alcoolizado, de acordo com o resultado de exame feito pelo Instituto Médico-Legal (IML). Anaquim dirigia pela Avenida Atlântica e, por volta das 20h30, invadiu o calçadão, matando um bebê e ferindo 16 pessoas.

Segundo o próprio motorista, ele sofre de epilepsia e teve um ataque no momento em que dirigia. Policiais encontraram no veículo medicamentos utilizados para tratar a doença. Anaquim está prestando depoimento na Delegacia de Copacabana (12ª DP) desde as 2h de hoje.

Em sua carteira de motorista, estão registradas 14 multas, que somam 62 pontos em infrações. Segundo o Departamento de Trânsito (Detran), Antonio de Almeida Anaquim estava com a habilitação suspensa desde maio de 2014.

O motorista, de acordo com o Detran, não cumpriu a exigência de devolução da habilitação. Por ter cometido crime de trânsito e dirigido com a carteira suspensa, ele terá sua documentação cassada.
 
Ver galeria . 12 Fotos Um carro invadiu o calçadão de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, e atropelou 17 pessoas na noite de 18/1/18PMERJ/Divulgação
Um carro invadiu o calçadão de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, e atropelou 17 pessoas na noite de 18/1/18 (foto: PMERJ/Divulgação )
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade