Publicidade

Estado de Minas

Número de acidentes em rodovias federais cai 7,5% em 2017

Apesar dessa redução, o número de óbitos caiu apenas 2,7%


postado em 19/01/2018 18:13 / atualizado em 19/01/2018 18:18

A Polícia Rodoviária Federal registrou uma queda de 7,5% no número de acidentes em rodovias federais ao longo de 2017. Apesar da redução, o número de óbitos caiu apenas 2,7%. Os dados foram divulgados na manhã desta sexta-feira (19/1). Ao todo, houve 89,3 mil acidentes graves em estradas, nos quais 6,2 mil pessoas morreram, e outras 83,9 mil ficaram feridas. 

 

Leia mais notícias em Brasil

 

A PRF presume que a falta de atenção foi a maior causa dos acidentes registrados, responsável por mais de 34,4 mil casos, que levaram ao óbito 1,8 mil pessoas. Em relação ao tipo de acidente, a maioria (18%) foi ocasionado por colisão traseira. Entretanto, foi a colisão frontal que resultou no maior número de óbitos, com mais de 1,9 mil vítimas.

 

Minas Gerais teve o maior número de acidentes, com 12,6 mil casos, seguido dos estados de Santa Catarina e Paraná, com 10,7 mil e 10,5 mil, respectivamente. MG também é o estado com maior número de óbitos (869), seguido por Paraná, onde houve 613 vítimas fatais.  

 

Ao todo, a PRF emitiu 5,8 milhões de autos de infração ao longo de 2017 - número 4,8% superior ao ano passado. A maioria das infrações foi causada por excesso de velocidade em até 20%. Foram mais de 2,3 milhões de multas por esse motivo, o que representa 20%. Apesar de o número ser alto, ele representa uma queda de 12,5% em relação a 2016. Depois do excesso de velicidade, manter o farol desligado durante o dia aparece em segundo lugar na emissão de multas, com 905 mil. 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade